domingo, novembro 30, 2008

Renault Roadshow em São Paulo

Começaram a pipocar no Youtube os primeiros vídeos com as imagens do evento Renault Roadshow pelas ruas de São Paulo, nos arredores do Parque Ibirapuera, neste domingo. Um público estimado em mais de 100 mil pessoas acompanhou Nelsinho Piquet acelerando o R27 pela Avenida Pedro Álvares Cabral.


Além deste vídeo aí acima, divulgado no Blog do Pezzolo, vale conferir o canal da equipe INGRenaultF1Team no Youtube e acompanhar imagens do evento pelas diversas cidades por onde já passou.

F3 Sul-Americana: Nelson Merlo é campeão!


O piloto Nelson Merlo (RC3 Bassani / Itaipava Racing Team) sagrou-se o campeão da temporada 2008 da Fórmula 3 Sul-Americana, ao concluir na segunda colocação a 18ª e última etapa do campeonato, disputada neste domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Segundo informação do site Grande Prêmio, Nelson Merlo foi agraciado com um teste na F-Indy Lights, como parte do prêmio pelo campeonato.

Confira a classificação do campeonato, após as 18 corridas:

1º) Nelson Merlo (Bra), 128 pontos;
2º) Pedro Nunes (Bra), 112;
3º) Denis Navarro (Bra), 105;
4º) Leonardo Cordeiro (Bra), 74;
5º) Leonardo Otero (Bra), 44;
6º) Werner Neugebauer (Bra), 38;
7º) Fernando Galera (Bra), 28;
8º) Lú Boesel (Bra), 24;
8º) Leonardo de Souza (Bra), 24;
10º) Daniel Landi, 16;
10º) Lucilio Baumer, 16;
12º) Rodolpho Santos (Bra), 14;
12º) Felipe Ferreira (Bra), 14;
14º) Guido Falaschi (Arg), 13;
14º) Eduardo Leite (Bra), 13;
16º) Renan Bussieri (Bra), 11;
17º) Nilton Molina (Bra), 10;
18º) Tiago Pìnheiro (Bra), 7;
19º) Henrique Lambert (Bra), 3;
20º) Facundo Crovo (Arg), 2.

GT3 Brasil: confira os resultados finais da temporada


A dupla Emerson Fittipaldi/Valdeno Brito subiu ao pódio uma vez mais

O Autódromo de Interlagos, em São Paulo, foi o palco, neste domingo, da etapa final do Telefônica Speedy GT3 Brasil. Essa décima-sexta etapa foi vencida pela dupla Mattheis/Negrão, os bicampeões da categoria. Confira o resultado final da etapa:

1º) A.Mattheis/X.Negrão (FG, RJ/SP), 34 voltas em 1:01:37.383 (média de 142.64 km/h)
2º) W.Ebrahim/F.Ebrahim (VC, PR/PR), a 5.651
3º) V.Brito/E.Fittipaldi (P9, PB/SP), a 11.459
4º) W.Salles/R.Rosset (FG, RJ/SP), a 15.757
5º) C.Ricci/R.Derani (F4, RS/SP), a 17.064
6º) A.Mazzochi/M.Stumpf (VC, RS/RS), a 20.944
7º) A.Colares/A.Giaffone N (VC, SP/SP), a 28.909
8º) P.Bonifacio/I.Hoffmann (LG, SP/PR), a 1 volta
9º) R.Cattalini/Jorge Neto (F4, PR/SP), a 2 voltas
10º) A.Feldmann/L.Kaesemodel (VC, PR/PR), a 3 voltas
11º) M.Hahn/D.Serra (F4, SP/SP), a 3 voltas
12º) C.Rosa/S.Lucio (F4, RS/SP), a 6 voltas
13º) W.Derani/G.Losacco (F4, SP/SP), a 11 voltas
14º) T.Marques/N.de Nigris (LG, PR/SP), a 15 voltas
15º) E.Nascimentos/L.Burti (VC, RJ/SP), a 23 voltas
16º) J.Pimenta/F.Casagrande (F4, SP/SP), a 33 voltas
Melhor Volta: W.Salles/R.Rosset, 1:36.250

A classificação completa do campeonato de pilotos ficou assim:

1) Xandy Negrão / Andreas Mattheis, 116
2) Walter Salles / Ricardo Rosset, 100
3) Wagner Ebrahim / Fábio Ebrahim, 66
4) Alceu Feldmann, 63
5) Valdeno Brito, 49
6) Cláudio Ricci / Rafael Derani, 46
7) Lico Kaesemodel, 45
8) Paulo Bonifácio / Ingo Hoffmann, 44
9) Matheus Stumpf, 36
10) Norberto Gresse, 33
11) Elias Nascimento Jr. / Leonardo Burti, 28
12) Emerson Fittipaldi, 26
13) Allam Khodair, 24
14) Renato Cattalini / Antonio Jorge Neto, 23
15) Marcelo Hahn, 19
16) Abramo Mazzochi, 19
17) Ramon Matias, 17
18) Thiago Marques, 13
Walter Derani / Giuliano Losacco, 13
20) Wilson Fittipaldi, 10
21) César Urhnani, 5
Daniel Landi, 5
23) Sérgio Lúcio / Luiz Garcia Jr., 2
Otavio Mesquita, 2
Antônio Hermann, 2
Amilcar Collares, 2
Affonso Giaffone Neto, 2

Foto: Miguel Costa Jr.

Barrichello é campeão do Desafio das Estrelas

Público catarinense ovaciona vencedor; Massa ganha segunda bateria

Ovacionado pelo público, que lotou os 12 mil lugares do Kartódromo dos Ingleses, Rubens Barrichello conquistou a quarta edição do Desafio Internacional das Estrelas, realizada neste domingo na capital catarinense. Barrichello ganhou a primeira bateria e, com o quinto na segunda, somou 36 pontos, apenas um a mais que Lucas di Grassi, que fez um segundo e um terceiro. A exemplo de Barrichello, Massa ganhou uma prova – a de complemento do programa – e chegou em quinto na outra, mas alcançou apenas 31 por causa da menor pontuação da segunda. Com um quarto e um abandono, Michael Schumacher, principal astro convidado, terminou em 8º.

A primeira prova foi a mais movimentada do programa. Foi um festival de toques, rodadas e uma pitada a mais de emoção nas últimas voltas, quando uma rápida pancada de chuva diminuiu a aderência. Uma das vítimas do piso escorregadio, Schumacher chegou a sair da pista e bater. Mesmo perdendo contato com os líderes, no entanto, ainda conseguiu segurar a quarta colocação, atrás de Barrichello, di Grassi e Thiago Camilo. Apenas 12º no grid, Massa recuperou-se com categoria e finalizou em 5º. O ídolo local Gustavo Kuerten deu a bandeirada para o vencedor.

O sistema de grid invertido dos oito primeiros na segunda corrida – Barrichello partiu em 8º e Xandinho Negrão largou da pole – ajudou Massa a arranjar uma vaga no pódio. Ele rapidamente subiu de quarto para segundo, passando a perseguir Xandinho de perto. Até o final, Massa, Felipe Giaffone - que também chegou a pontear a prova – e Xandinho se alternaram no comando do pelotão. Na penúltima volta, no entanto, Di Grassi ainda encontrou espaço para ultrapassar Xandinho e chegar em terceiro. A vantagem do ferrarista sobre Giaffone foi de somente um décimo. Nesta altura, envolvido em acidente que comprometeu o funcionamento do escapamento, Schumacher já assistia tranquilamente à corrida ao lado do circuito.

No final, o público deixou as arquibancadas e invadiu a pista para acompanhar a festa no pódio. Emocionado com a recepção dos torcedores, que o elegeram como o grande herói do fim de semana juntamente com Massa, Barrichello exibiu todo o seu repertório de comemorações, culminando com a “sambadinha”, que repetiu diversas vezes a pedido dos fãs. Massa, por sua vez, não escondia a alegria pelo sucesso desportivo, promocional e de solidariedade do Desafio das Estrelas. Além do recolhimento de doações de alimentos e mantimentos na entrada do autódromo, as vítimas da tragédia das chuvas no estado receberam R$ 50 mil do vice-campeão mundial de Fórmula 1, que se somaram aos R$ 100 mil repassados pelos organizadores. Além disso, os demais pilotos contribuíram com cerca de R$ 150 mil, incluindo os 10 mil euros (cerca de R$ 30 mil) prometidos por Schumacher.

Barrichello agradeceu aos torcedores a ruidosa demonstração de carinho. “Devo assumir que estava preocupado com os problemas de Santa Catarina e achava que o público poderia não vir como das outras vezes. Parabéns ao Felipe, aos organizadores e a Santa Catarina. Levantar as 12 mil pessoas, que estão abaladas emocionalmente com os últimos acontecimentos, foi muito bom. Trouxemos uma alegria muito boa para Santa Catarina. Ouvir meu nome do jeito que foi sempre nos fins de semana de F-1 foi uma coisa bem emocionante e me deu um empurrãozinho extra para tentar continuar no ano que vem”, comentou Rubinho, que há duas semanas vencera - ao lado de Tony Kanaan, Felipe Giaffone e Renato Russo - pela oitava vez as 500 Milhas da Granja Viana.

Massa enalteceu o sucesso do Desafio em todos os aspectos. “Foi uma série de resultados importantes. Além da corrida, que é a diversão para a gente, o resultado geral do evento foi muito bom. Na parte esportiva, é praticamente impossível você encontrar outra categoria tão disputada como o Desafio. Além disso, conseguimos unir um bom número de doações para as pessoas que sofreram bastante, perderam tudo e não puderam estar aqui para participar. A gente uniu tudo em uma solidariedade muito grande, através do esporte e de uma competição extremamente acirrada. Foi difícil ver um piloto dominar todos os treinos. Fico honrado em participar deste evento e ajudar em sua realização. Fico feliz em transmitir esta alegria para o Brasil, para a Europa e ajudar na causa das vítimas”. Os pilotos deixaram ainda praticamente todo o material esportivo – macacões, capacetes, luvas e sapatilhas – para ser leiloado em prol dos desabrigados pelas enchentes e deslizamentos da semana passada.

Presença permanente no pódio das três edições disputadas em Florianópolis, Lucas di Grassi reconheceu se sentir perfeitamente à vontade na cidade e no kart. “Venho para cá me divertir e participar desta festa. Fiquei muito impressionado. Este ano foi bem melhor que no ano passado. Terminei duas vezes em terceiro e uma em segundo nos últimos anos, e espero subir uma posição no próximo”, comentou.

Embora Massa ainda não tenha confirmado a presença de nenhum convidado em 2009, nem mesmo do amigo particular Michael Schumacher, o alemão voltou a se colocar à disposição do promotor. Perguntado se voltaria no ano que vem, Schumacher retrucou de imediato. “Por que não? Adoro este clima e a participação dos torcedores”, lembrou. Sobre o incidente que sepultou suas chances na segunda corrida, Schumacher disse que levou um toque – “provavelmente” – de Thiago Camilo. “Mas ele também deve ter tomado uma batida de alguém. O kart é assim mesmo. Todos andam próximos e nem sempre dá para evitar os acidentes. Mas o mais importante foi participar novamente.”

Resultado da primeira bateria

1) Rubens Barrichello, 34 voltas em 24min25s119 (média de 83,70 km/h)
2) Lucas Di Grassi, a 1s211
3) Thiago Camilo, a 5s722
4) Michael Schumacher, a 15s332
5) Felipe Massa, a 20s996
6) Allam Khodair, a 23s177
7) Felipe Giaffone, a 23s522
8) Xandinho Negrão, a 28s826
9) Ricardo Zonta, a 40s205
10) Max Wilson, a 51s060
11) Tony Kanaan, a 1 volta
12) Luciano Burti, a 1 volta
13) Alexandre Barros, a 1 volta
14) Pupo Moreno, a 1 volta
15) João P Oliveira, a 2 voltas
16) Popó Bueno, a 2 voltas
17) Luis Tedesco, a 3 voltas
18) Marcos Gomes, a 7 voltas
19) Vitor Meira, a 8 voltas
20) Luca Badoer, a 8 voltas
21) Vitantonio Liuzzi, a 10 voltas
22) Jeff Gordon, a 10 voltas
23) Antonio Pizzonia, a 12 voltas
24) Tarso Marques, a 13 voltas
25) Ricardo Mauricio, a 17 voltas
26) Mario Moraes, a 33 voltas
Melhor volta: Michael Schumacher, 41s537

Resultado da segunda bateria:

1) Felipe Massa, 37 voltas em 26min10s694 (média de 84,97 km/h)
2) Felipe Giaffone, a 0s179
3) Lucas Di Grassi, a 1s041
4) Xandinho Negrão, a 2s219
5) Rubens Barrichello, a 5s262
6) Max Wilson, a 11s056
7) Antonio Pizzonia, a 12s487
8) João Paulo Oliveira, a 29s114
9) Tarso Marques, a 35s596
10) Popó Bueno, a 37s251
11) Mario Moraes, a 1 volta
12) Vitor Meira, a 1 volta
13) Roberto Pupo Moreno, a 1 volta
14) Thiago Camilo, a 2 voltas
15) Ricardo Zonta, a 2 voltas
16) Marcos Gomes, a 3 voltas
17) Luis Tedesco, a 4 voltas
18) Luciano Burti, a 4 voltas
19) Tony Kanaan, a 9 voltas
20) Alexandre Barros, a 13 voltas
21) Allam Khodair, a 18 voltas
22) Jeff Gordon, a 20 voltas
23) Michael Schumacher, a 26 voltas
24) Ricardo Mauricio, a 29 voltas
25) Luca Badoer, a 31 voltas
Melhor volta: Rubens Barrichello, 41s650

Classificação final:

1) Rubens Barrichello, 36 pontos;
2) Lucas Di Grassi, 35;
3) Felipe Massa, 31;
4) Felipe Giaffone, 26;
5) Xandinho Negrão, 21
6) Thiago Camilo, 18;
7) Max Wilson, 16;
8) Michael Schumacher, 13;
9) Allam Khodair, 10;
10) Antonio Pizzonia e João Paulo Oliveira, 9;
12) Ricardo Zonta, 8;
13) Tarso Marques, 7;
14) Popó Bueno, 6;
15) Tony Kanaan, Mario Moraes e Roberto Pupo Moreno, 6;
18) Luciano Burti e Vitor Meira, 4.

Texto: MF2 Serviços Jornalísticos
Fotos: Carsten Horst/MF2

Copa Renault Clio: Desclassificação de Vitte dá a Cardoso o vice-campeonato


Equipe W Racing recorreu da decisão e resultado da última prova da temporada está sub-judice. Paulista foi punido por toques em Rodolfo Pousa e no próprio Wagner Cardoso

O paulista José Vitte chegou a subir no pódio, participou da entrevista coletiva após a última etapa da temporada e, principalmente, comemorou o vice-campeonato da Copa Renault Clio neste domingo (30), em Interlagos. Mas a alegria do piloto da W Racing – equipe que também conquistou o título de pilotos com José Cordova –, durou pouco.

Minutos depois das solenidades que seguiram a bandeira quadriculada, Vitte foi chamado ao terceiro andar da torre de cronometragem para dar explicações aos comissários sobre dois incidentes ocorridos durante a prova – um registrado pouco depois da largada, com Rodolfo Pousa, e outro a poucas voltas do final, com Wagner Cardoso.

Os comissários atenderam à reclamação dos competidores que se sentiram prejudicados nos incidentes, e terminaram por punir Vitte duplamente. Ele recebeu um acréscimo de 20 segundos em seu tempo total de prova pela manobra contra Pousa. A mesma punição seria aplicada pelo toque em Cardoso, mas como se tratava de caso de reincidência de uma irregularidade na mesma corrida os comissários da Confederação Brasileira de Automobilismo decidiram pela desclassificação.

Com isso, o resultado final do campeonato também sofreu alteração, já que o paulista havia conquistado o vice-campeonato ao receber a bandeirada final da corrida deste domingo na quarta colocação. A equipe W Racing, no entanto, já formalizou uma intenção de recurso contra a decisão dos comissários, o que deixa o campeonato sub-judice. A equipe tem até quarta-feira para entrar com a versão definitiva do recurso.

"Vamos entrar com recurso propriamente dito no decorrer da semana, e brigar por esse vice", disse Vitte. "Na minha opinião, não houve nenhum erro nas duas manobras que estão sendo questionadas. Na primeira delas, fiz a primeira perna do Esse do Senna por fora, e naturalmente tinha a preferência na segunda. Já no toque com o Wagner Cardoso, freei na sujeira no fim da reta, o carro saiu de traseira, e acabei tocando no Clio do Cardoso. Não houve a intenção. Se houvesse, eu o teria bloqueado de outras maneiras", defendeu-se.

Pela posição de Vitte e de Wagner Cardoso no campeonato – os dois partiram para a decisão separados por apenas quatro pontos –, e dada a proximidade entre eles na corrida, só mesmo um toque ou um problema com Cardoso poderia tirar-lhe o vice-campeonato. E, na opinião do piloto da Officer Motorsport, foi isso que motivou a batida que recebeu do concorrente da W Racing.

"Reclamei da manobra porque me senti prejudicado nessa corrida. Tive pelo menos seis chances de tocar no Vitte durante a prova, mas recolhi o carro porque acho que bater no adversário não é a melhor maneira de se ganhar nada", disse Cardoso. "Evitei muitas vezes tirá-lo da corrida, mas na primeira oportunidade que ele teve, bateu no meu carro. Sou três vezes vice-campeão da Copa Clio e sei que isso traz grande satisfação pessoal, mas não podemos esquecer que este é um esporte que pode machucar. Por isso, todo competidor deve zelar pela integridade física dos demais pilotos", acrescentou Cardoso.

Com a mudança no resultado da etapa deste domingo, Wagner Cardoso passou a somar 102 pontos no campeonato, contra 99 de Edu Garcia, que subiu para o terceiro lugar. Rodolfo Pousa terminou o ano em quarto, com 97 pontos, enquanto Vitte caiu para quinto, com 95.

A classificação completa do campeonato após a corrida deste fim de semana em São Paulo ficou assim:

1) José Cordova (PR), 248
2) Wagner Cardoso (PR), 102
3) Eduardo Garcia (DF), 99
4) Rodolfo Pousa (SP), 97
5) José Vitte (SP), 91
6) Carlos Rocha (DF), 87
7) Luiz Frediani (SP), 63
8) Marcos Paioli (SP), 41
9) Edson do Valle (GO), 33
10) Rolf Gemperli (SP), 31
11) Luciano Kubrusly (SP), 29
12) Willians Farias (SP), 17
13) André Bragantini Jr (PR), 10
14) Cesare Marrucci (SP), 9
15) Peter Gottschalk (SP), 6
16) Robson Vieira (PE), 5
17) Ydenis de Souza (SP), 3
18) Luciano Lobão (DF), 2
19) Luciano Silva (DF), 2
20) Zigomar Junior (SP), 1
21) Ulisses da Silva (RJ), 1
22) Zizi Paioli (SP), 1
23) Roberto Santos (SP), 1
24) Rodrigo da Rocha (SP), 1

Fonte: www.coparenaultclio.com.br / ReUnion Press

sábado, novembro 29, 2008

Di Grassi é o pole no Desafio Internacional das Estrelas


Schumacher larga em 4º e Massa apenas em 12º na primeira corrida deste domingo

Lucas Di Grassi conquistou a pole da primeira bateria do Desafio Internacional das Estrelas, que será realizada amanhã no Kartódromo dos Ingleses. Último a entrar no Top Qualifying deste sábado, que contou com a presença dos cinco melhores de cada grupo classificatório, o piloto de testes da Renault foi beneficiado pela melhoria gradativa das condições do asfalto – não garoava mais como no início da sessão - e cravou a marca de 42s592, superando em um décimo o italiano Vitantonio Liuzzi, campeão mundial de kart de 2000 e piloto reserva da Force Índia nesta temporada.

O anfitrião Felipe Massa, idealizador do evento, sairá somente em 12º, bem atrás de outras atrações da prova. Rubens Barrichello e Michael Schumacher, companheiros de equipe na Ferrari entre 2000 e 2005, largarão na segunda fila, com o brasileiro sendo 0s413 mais veloz que o heptacampeão mundial de Fórmula 1. Da turma da Stock Car, Thiago Camilo foi o mais bem colocado, em quinto, à frente de Antonio Pizzonia, Allam Khodair, Ricardo Zonta, Max Wilson e Marcos Gomes, que fecharam a lista dos dez que participaram do fase decisiva.

"Do primeiro para o segundo treino, acertei o que tinha de acertar nas regulagens e o kart ficou muito bom no segundo treino livre, quando fiquei em primeiro. Na classificação, também, fiz uma volta bem boa. Pouco antes do Top Qualifying, começou a pingar e, como mais veloz da sessão anterior, eu poderia escolher sair em primeiro ou último. Achei que a sorte é que decidiria. Começou a chover e os tempos foram quatro segundos mais lentos que a classificação normal. Fiquei preocupado, mas vi que a pista estava secando quando o Michael fez sua volta. Tive vantagem ao ser o último. Fiquei vendo o Rubinho e o Liuzzi para saber até onde podia ir e deu tudo certo. Foi uma volta muito boa", comemorou Di Grassi.

Liuzzi, que participou da primeira edição do Desafio em Florianópolis, mas não veio no ano passado, se disse “chocado” com as mudanças na estrutura do evento. “Está parecendo Dubai, que fica melhor a cada ano. Está tudo maior e mais profissional”, elogiou. O italiano reconheceu que sua “volta voadora” no Top Qualifying não foi perfeita. “Cometi um errinho no final.

Barrichello, que também chegou a ocupar a pole provisoriamente, confirmou a conhecida habilidade com o kart. “É uma paixão antiga, que começa provavelmente quando o Lucas nasceu. Fui campeão brasileiro aqui em Florianópolis em 1986. É o mesmo argumento para correr de F-1: a paixão pela velocidade. O fim de semana aqui está ótimo, o kart está bem acertadinho e foi uma pena que pingou no começo, pois nem todos tiveram a mesma chance. Estou com uma boa chance para amanhã", completou.

Massa não teve a mesma sorte. Foi apenas o sétimo em seu grupo e não passou para a fase decisiva. O atual vice-campeão mundial da Fórmula 1 alinhará em 12º, ao lado de Luciano Burti. "Na verdade, no treino da manhã estava entrando na curva e passou um cavalo branco na minha frente, fui desviar e acabei batendo. A orelha entrou na frente do olho e não enxerguei. Errei, bati”, brincou Massa, que pagou o preço na tomada classificatória. “Acabou destruindo meu kart inteiro. O kart não ficou bom, o chassi entortou, e parti com um equipamento mais torto que antes para a classificação. Não deu nem para tentar entrar no Top Qualifying. Amanhã, a meta é fazer uma corrida de recuperação, buscar uma boa posição na primeira corrida e, principalmente, na segunda, quando o grid será invertido. Não vai ser fácil. Os 15 primeiros estão muito próximos”, observou.

Schumacher entrou na pista quando o asfalto começou a secar rapidamente e baixou em quase dois segundos o melhor tempo até então. Mas acabou sendo superado à medida que os demais aproveitavam o piso mais aderente. De qualquer forma, enalteceu a qualidade dos adversários. “Di Grassi fez um excelente trabalho e uma grande volta. A pista foi ficando mais rápida e ajudou os que vieram depois de mim quando passou a secar. Mas o importante é estar entre os 10. Amanhã, será uma corrida longa e muita coisa ainda poderá acontecer”, analisou o alemão, que busca o segundo título seguido na capital catarinense.

O norte-americano Jeff Gordon, tetracampeão da Nascar e que jamais competiu regularmente de kart, estréia dividindo a última fila com o piloto de rali Luís Tedesco.

A primeira bateria do Desafio Internacional das Estrelas está marcada para as 11h15 (de Brasília), com 25 minutos de duração mais uma volta e transmissão ao vivo da Rede Globo. O resultado desta corrida formará o grid da segunda, com os oito primeiros largando de forma invertida. A prova final acontece às 14 horas, com exibição ao vivo do SporTV e o piloto que somar o maior número de pontos leva o título.

O resultado do Top Qualifying em Florianópolis:

1) Lucas Di Grassi, 42s592
2) Vitantonio Liuzzi, 42s707
3) Rubens Barrichello, 42s809
4) Michael Schumacher, 43s222
5) Thiago Camilo, 43s342
6) Antonio Pizzonia, 45s090
7) Allam Khodair, 45s162
8) Ricardo Zonta, 45s535
9) Max Wilson, 46s290
10) Marcos Gomes, 46s942

Completam os grid:

11) Luciano Burti
12) Felipe Massa
13) Felipe Giaffone
14) Xandinho Negrão
15) João Paulo Oliveira
16) Popó Bueno
17) Vitor Meira
18) Alexandre Barros
19) Luca Badoer
20) Tony Kanaan
21) Tarso Marques
22) Ricardo Mauricio
23) Mario Moraes
24) Roberto Pupo Moreno
25) Jeff Gordon
26) Luis Tedesco

Texto: MF2 Serviços Jornalísticos
Foto: Carsten Horst/MF2

Copa Renault Clio: batidas e trocas de posição adiam decisão do vice


Dois candidatos ao vice fora da prova. Outros três, no pódio. Com esse resultado, a nona etapa da Copa Renault Clio 2008 manteve totalmente aberta a disputa pelo segundo lugar no campeonato. A penúltima corrida do ano, realizada neste sábado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, registrou nova vitória do campeão antecipado José Cordova, mas chamou a atenção, mesmo, pelo intenso duelo por posições entre os candidatos a vice.

Com trocas de posição da primeira à última volta, Carlos da Rocha, Rodolfo Pousa e Edu Garcia – respectivamente segundo, terceiro e quarto colocados na etapa – se aproximaram na tabela dos então favoritos Wagner Cardoso e José Vitte, e aumentaram suas chances de brigar pelo vice-campeonato na corrida deste domingo, que terá largada às 12h00 em Interlagos.

Vai ser dura a prova de amanhã, com cinco pilotos brigando pelo vice-campeonato”, disse Garcia. “Hoje tive uma disputa limpa com o Carlos Rocha pelo segundo lugar, mas quem veio atrás não teve paciência, e por isso esse pessoal acabou deixando a prova. Peguei óleo, cheguei a cair para sétimo, mas tive calma para buscar a recuperação e consegui o quarto lugar”, acrescentou.

Após outra vitória incontestável neste domingo, José Cordova admitiu pela primeira vez no ano “estar sobrando” na temporada. Também, pudera. Autor de sete pole positions, ele conquistou sete vitórias no campeonato. “Meu carro realmente está superior, tem um equilíbrio melhor durante toda a corrida, e por isso não posso deixar de agradecer a minha equipe por esse resultado”, falou o paranaense.

Segundo colocado pela segunda vez na temporada – a primeira havia sido na etapa de Brasília –, Carlos da Rocha repetiu neste fim de semana seu melhor resultado no campeonato. E comemorou como quem conquista uma vitória. “Cheguei duas vezes atrás do (José) Cordova, então considero que ganhei duas corridas neste ano. Até o Schumacher parou de correr um dia, e estarei na fila caso ele vá para a Stock Car ou para a GT3 no ano que vem”, disse da Rocha, especulando sobre o futuro ainda indefinido do único tricampeão da Copa Clio.

Largando em oitavo, Rodolfo Pousa iniciou a corrida com chances mais remotas de terminar entre os três primeiros, mas soube aproveitar as oportunidades que a corrida lhe deu para, novamente, chegar ao pódio. “Conquistei um ótimo resultado para quem partiu da oitava posição”, ressaltou. “Tentei passar o Rocha no momento errado, e acabei abusando dos freios e dos pneus. Quando percebi que poderia estragar mais o carro, achei melhor garantir o terceiro lugar”, acrescentou Pousa.

Largando na primeira fila, Edu Garcia se manteve em segundo até a quarta volta da corrida – quando perdeu a posição para Carlos da Rocha após pegar óleo na saída do Esse do Senna. Essa condição foi determinante, também, para a definição do quinto lugar. Luiz Frediani, que abriu a última volta em quarto, escorregou no óleo deixado por um competidor entre a Curva do Pinheirinho e o Bico de Pato, e acabou sendo ultrapassado por Garcia no giro final.

Esse quinto lugar caiu no meu colo, já que não tinha carro para andar entre os primeiros nessa etapa. Para amanhã vamos mudar o nosso acerto, já que meu carro está muito inconstante na corrida”, disse ele. O resultado completo da corrida deste sábado em Interlagos foi o seguinte:

1º) José Cordova (PR), 20 voltas em 42:00.452 (média de 123.09 km/h)
2º) Carlos Rocha (SP), a 5.003
3º) Rodolfo Pousa (SP), a 6.956
4º) Eduardo Garcia (DF), a 9.422
5º) Luiz Frediani (SP), a 9.549
6º) Rolf Gemperli (SP), a 10.119
7º) Willians Farias (PR), a 10.232
8º) Luciano Kubrusly (SP), a 25.488
9º) Ydenis de Souza (SP), a 39.214
10º) Cesare Marrucci (SP), a 45.488
11º) Carlos Almeida (DF), a 49.888
12º) Rodrigo Rocha (SP), a 50.087
13º) Ulisses da Silva (RJ), a 2 voltas
14º) José C Vitte (SP), a 5 voltas
15º) Ivan Mendez (SP), a 9 voltas
16º) Wagner Cardoso (PR), a 13 voltas
17º) Roberto Santos (SP), a 19 voltas



Contrariando as expectativas, a etapa deste sábado da Copa Renault Clio não diminuiu consideravelmente o número de candidatos ao vice-campeonato da categoria. Dos seis pilotos que chegaram à rodada dupla decisiva em condições de brigar pela posição, cinco se mantiveram na disputa após o encerramento da penúltima prova do ano. Passadas nove etapas, o campeonato ficou assim:

1) José Cordova (PR), 221
2) Wagner Cardoso (PR), 95
3) José Vitte (SP), 91
4) Rodolfo Pousa (SP), 89
5) Eduardo Garcia (DF), 80
6) Carlos Rocha (DF), 77
7) Luiz Frediani (SP), 50
8) Marcos Paioli (SP), 41
9) Edson do Valle (GO), 33
10) Rolf Gemperli (SP), 28
11) Luciano Kubrusly (SP), 27
12) André Bragantini Jr (PR), 10
13) Cesare Marrucci (SP), 9
14) Willians Farias (SP), 9
15) Peter Gottschalk (SP), 6
16) Robson Vieira (PE), 5
17) Ydenis de Souza (SP), 3
18) Luciano Lobão (DF), 2
19) Luciano Silva (DF), 2
20) Zigomar Junior (SP), 1
21) Ulisses da Silva (RJ), 1
22) Zizi Paioli (SP), 1
23) Roberto Santos (SP), 1

Texto: Rafael Durante - Press Consultoria Ltda
Foto: Fernanda Freixosa

quinta-feira, novembro 27, 2008

Pilotos chegam a Florianópolis para Desafio das Estrelas


Os mecânicos trabalharam nos karts nesta quinta-feira

Massa, Schumacher, Gordon & cia. participam do sorteio dos karts

Capitaneados por Felipe Massa, idealizador e um dos grandes nomes da prova, os pilotos convidados para a edição 2008 do Desafio Internacional das Estrelas começam a chegar na manhã desta sexta-feira a Florianópolis. Na parte da tarde, já no Kartódromo dos Ingleses, 26 astros das mais importantes séries do automobilismo mundial e nacional – incluindo Michael Schumacher e o norte-americano Jeff Gordon, que marca a estréia da Nascar no evento – participam do sorteio dos karts.

Nesta quinta-feira, Massa e vários colegas da Stock Car que virão a Santa Catarina trocaram a velocidade pelo futebol num animado rachão de fim de ano no Morumbi, em São Paulo. Enquanto isso, os mecânicos trabalhavam na montagem dos karts e funcionários contratados pela organização aceleravam a montagem da estrutura. Na madrugada de hoje, a forte chuva na capital catarinense obrigou os promotores a cobrir novamente com brita a área de terra do estacionamento.

Ao mesmo tempo, as iniciativas para ajudar as vítimas da tragédia das chuvas de novembro em Santa Catarina se multiplicavam. Além do posto de recolhimento de contribuições para os desabrigados pelas enchentes e deslizamentos de encostas no final de semana, uma urna será colocada dentro do camarim dos pilotos, com o objetivo de recolher donativos em dinheiro. Hoje, Massa anunciou também que doará um macacão da Ferrari para leilão em prol das vítimas.

Pela manhã, Massa vistoriará o traçado. Grande parte dos seus 1.002 metros de comprimento foi repavimentada e algumas zebras também foram refeitas. Em seu contato inicial com o kartódromo neste ano, o vice-campeão mundial de Fórmula 1 encontrará uma estrutura muito maior do que nas duas primeiras corridas em Florianópolis. De acordo com Carlinhos Romagnolli, organizador do Desafio Internacional das Estrelas, o público total passará dos oito mil torcedores de 2007 para 12 mil. “Os ingressos estão esgotados há duas semanas. Continuamos recebendo inúmeras consultas diárias, mas infelizmente não há mais nada disponível”, explicou.

As atividades de pista serão abertas sábado, com a realização dos treinos livres e as tomadas classificatórias. Domingo, a primeira bateria – com duração de 25 minutos mais uma volta e transmissão ao vivo pela TV Globo – começará às 11h15. A segunda, com largada marcada para as 14 horas, será transmitida pelo SporTv. A Eurosport exibirá as duas baterias ao vivo para a Europa.

Texto: MF2 Serviços Jornalísticos - Marcio Fonseca
Foto: Carsten Horst/MF2

Fusca Velocidade: Título do Brasileiro de Fusca Velocidade fica sub-júdice


Os carburadores dos dois principais candidatos ao título vão ser vistoriados pela comissão técnica da CBA.

Foi realizada em Itú, interior do estado de São Paulo, a quarta e última etapa do Campeonato Brasileiro de Fusca Velocidade. E o público paulista pode assistir uma disputa das mais eletrizantes dos últimos tempos, com direito a alternância de campeão durante as últimas voltas.

Um dos pilotos que estavam na disputa pelo titulo era Fabrício Rossato, piloto da SVD Racing. Fabrício chegou a Itú com três pontos de desvantagem, contando os descartes obrigatórios e sabia que tinha que conquistar dois bons resultados para ser campeão.

Na primeira prova, disputada no sábado, Fabrício largou bem, mas com problemas na embreagem, apenas se manteve na pista para tentar marcar o maior número de pontos possível. Na ponta, dois pilotos da SVD Racing disputavam posição: Sérgio Chulik e Rogério Melani. Melhor para Melani, que venceu sua primeira prova no Brasileiro. Sérgio abandonou a etapa. Frank Daby Salvador, piloto SVD Racing terminou em terceiro com Fabrício em quarto. Mas um protesto da equipe advesária fez com que Fabrício fosse desclassificado e perdesse os pontos conquistados, adiando a decisão do campeonato para a última prova do ano.

Na prova de domingo, tudo começou bem para a SVD, que colocou seus quatro carro nas quatro primeiras posições do grid. Dada a largada, Sérgio Chulik pulou na ponta, aonde se manteve até a bandeirada final. Rogério Melani ficou com a segunda posição até rodar e ter que parar no box com um pneu furado. Fabricio subiu para segundo, mas a três voltas do final foi superado por um adversário e terminou a corrida na terceira colocação. Com seu adversário terminando na quarta colocação, Fabrício ficou em segundo lugar no campeonato.

Constatando que os carburadores do carro do campeão estavam fora do regulamento, a equipe entrou com um protesto para que fosse vistoriado essa peça do motor. Os carburadores do carro do campeão e de Fabrício foram recolhidos e vão ser levados a comissão técnica da CBA para análise, ficando o resultado do campeonato sub-júdice.

Independente do resultado da vistoria, Fabrício comenta: “só tenho a agradecer a minha família, a nossa equipe e a nossa torcida. A minha familia, por ter me incentivado sempre a continuar, mesmo nos momentos difíceis. A minha equipe, chefiada pelo nosso preparador Wagner Dóris, que sempre nos colocou na pista com carros muito bem acertados, o que nos possibilitou a chegar novamente ao fim do campeonato disputando o título. E a nossa torcida, que em todas as corridas esteve presente, apoiando e incentivando todos os pilotos da equipe. É por eles que a gente dá o show dentro da pista.”

A SVD Racing tem o patrocínio de SVD Transportes, Palmifer, Restaurante Palmiro, Alvenek, Michel Supermercados, Transbogo, Paracar Carretas, Posto Palmiro, Palmicon, Açosid e Rodocar Competições.

Para mais informações, fotos e videos, acesse o site da equipe
www.svdracing.com.br ou www.pontaracing.com.br.

Texto e Foto: Angelo Gomes / Pontaracing.com.br

12 Horas Zanoello do Velopark: inscrição mais barata encerra hoje

Deu no site Kart Gaúcho:

18 equipes, sendo 12 na Sprinter e 6 na Master, já estão inscritas para a primeira edição da 12 Horas do Velopark, prova que servirá como confraternização de final de ano no maior complexo de velocidade da América do Sul.

A prova será realizada no dia 6 de dezembro, um sábado, e a expectativa dos organizadores é de que o número de inscritos chegue a 20 equipes na Sprinter, que utiliza chassis próprio e motor sorteado , e 10 na Master, que corre com todo o kart fornecido pelo Velopark através de sorteio.

E hoje é o último dia para que as equipes ainda não inscritas confirmem sua participação pagando menos. A data, inicialmente prevista para o dia 20 , foi prorrogada até esta quinta (27). Para encaminhar sua inscrição, clique
http://www.kartgaucho.com.br/web/index.php?menu=12HorasDoVelopark, preencha a Ficha de Inscrição e siga as instruções.

Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 8408.2593 com Erno.

Confira os valores:

Sprinter
Até 27/11 – R$ 2.450,00 (Dois mil quatrocentos e cinqüenta reais).
De 28/11 até o dia da prova – R$ 3.000,00 (Três mil reais).
Nestes valores estão incluídos a taxa de inscrição, o aluguel do motor 13hp e combustível para tomada de tempos e corrida.

Master
Até 27/11 – R$ 3.450,00 (Três mil quatrocentos e cinqüenta reais).
De 28/11 até o dia da prova – R$ 3.850,00 (Três mil oitocentos e cinqüenta reais).
Nestes valores estão incluídos a taxa de inscrição, o aluguel do kart completo, um jogo de pneus e combustível para tomada de tempos e corrida.
Texto: Erno Drehmer - Kart Gaúcho

quarta-feira, novembro 26, 2008

Leonardo Cordeiro vence a Seletiva Petrobras


Leonardo Cordeiro, piloto da Fórmula 3 Sul-Americana, terá R$ 100 mil para planejar sua temporada em 2009. O prêmio foi conquistado nesta quarta-feira (26), no Kartódromo Internacional da Granja Viana, durante a final da 10ª edição da Seletiva de Kart Petrobras. “É uma conquista de fundamental importância para a minha carreira. Quero continuar correndo de F-3 no ano que vem, não sei se no Brasil ou na Europa, e contava bastante com este dinheiro”, disse o campeão.

Não foi nada fácil, mas ele chegou à bateria final com uma confortável vantagem de sete pontos sobre o vice-líder, Nicolas Costa. Não precisava ir além de um quarto lugar (numa prova de seis finalistas) para garantir a conquista. “Acho que as tomadas de tempo foram decisivas. Ali, consegui somar mais pontos, quem tem mais pontos larga na frente, foi tudo conseqüência deste início de trabalho”, contou Leonardo Cordeiro, de 19 anos, que passou a semana treinando no kartódromo para o evento.

Para assegurar o título, ele chegou a abrir mão de um prêmio extra, além dos R$ 100 mil. Até a bateria decisiva, tinha 100% de aproveitamento e caminhava para vencer o prêmio Piloto 10, que lhe daria mais R$ 10 mil. Mas, com a conquista principal praticamente assegurada, preferiu não correr riscos e cedeu a liderança ao já sem chances Felipe Guimarães, que cresceu ao longo do evento e dominou a prova final. A quatro voltas do fim, Leonardo Cordeiro ainda retomou a ponta, mas perdeu na seqüência.

Chegou em segundo lugar. “Eu pensei o tempo todo no Piloto 10. Mas preferi dar prioridade ao prêmio principal. Principalmente porque sabia que a quantia extra seria dada ao Instituto Barrichello Kanaan caso eu não a conquistasse”, acrescentou. Assim será feito. A instituição receberá uma doação de R$ 12 mil (os outros R$ 2 mil já estavam inicialmente previstos). A vitória de Leonardo Cordeiro não tirou o brilho da atuação de Nicolas Costa.

Último garoto a se classificar, ele fez sua primeira participação na Seletiva de Kart Petrobras e impressionou desde as tomadas de tempo. Só que, nas baterias finais, deu tudo errado. “Faltou sorte nas duas últimas corridas. Eu não sei o que pensar. Minha carreira dependia desse dinheiro. Pensando por um lado, que foi a minha exposição aqui, foi proveitoso, mas eu contava com o prêmio para continuar correndo em 2009”, lamentou o vice-campeão, que mesmo assim recebeu R$ 10 mil.

Binho Carcasci, promotor do evento, ficou bastante satisfeito com a edição de 2008. “A minha avaliação é que em dez anos nunca deixamos de evoluir, tanto na parte técnica, refinando o regulamento para premiar sempre o melhor, quanto na parte esportiva, sempre mantendo o alto nível dos participantes”, avaliou. Leonardo Cordeiro se junta aos campeões da Seletiva de Kart Petrobras, uma lista que já contava com Danilo Dirani, Julio Campos, Sergio Jimenez, Rafael Daniel, Guilherme de Conto e Rafael Suzuki.

A pontuação final da Seletiva de Kart Petrobras:
1 Leonardo Cordeiro (SP), 48 pontos
2 Nicolas Costa (RJ), 39
3 Felipe Guimarães (DF), 34
4 Vitor Teiji (PR), 34
5 Gabriel Navarrette (GO), 31
6 Marcelo Anselmi (PR), 20
7 Felipe Nasr (DF), 15
8 Paulo Grassi (SP), 15
9 Douglas Hiar (SP), 13
10 Guilherme de Conto (PR), 13
11 Marcelo Medeiros (MA), 10
12 Pipo Derani (SP), 10

Texto: Dinho Leme Comunicação
Foto: Fabio Oliveira

terça-feira, novembro 25, 2008

Desafio Internacional das Estrelas incentiva solidariedade dos torcedores

Depois de anunciar na véspera a doação de R$ 50 mil para as vítimas das chuvas em Santa Catarina, os promotores do Desafio Internacional das Estrelas decidiram nesta terça-feira ampliar a participação no esforço em prol dos desabrigados pelas enchentes e deslizamentos de terra. No final de semana, um posto para entrega de donativos – especialmente alimentos não-perecíveis, colchões e roupas – funcionará no Kartódromo dos Ingleses. “Durante sábado e domingo, mais de 12 mil pessoas passarão pelos portões. Tenho certeza de que a torcida catarinense e os visitantes de outros estados darão uma enorme prova de solidariedade”, explicou Carlinhos Romagnolli, responsável pela organização do evento.

De acordo com os números divulgados pela Defesa Civil de Santa Catarina no meio da tarde de hoje, 72 corpos já haviam sido recolhidos, 30 pessoas estavam desaparecidas e mais de 54 mil permaneciam desalojadas ou desabrigadas. Apesar da melhora gradativa das condições climáticas, com a redução das precipitações ao longo do dia, as autoridades continuavam preocupadas com o nível de rios e o encharcamento do solo. Doze estradas estaduais e federais estavam ainda interditadas. Uma delas é a SC-401, que liga o centro de Florianópolis ao norte da ilha, onde está localizado o kartódromo e cujo acesso estava sendo feito por rotas alternativas.

Além da tragédia, já considerada a pior registrada no Estado de Santa Catarina, o mau tempo desde o final de semana passado provocou atraso na conclusão das obras no Kartódromo dos Ingleses. Hoje, o ritmo dos trabalhos foi acelerado para compensar o tempo perdido com os estragos causados pela chuva. Romagnolli, no entanto, mantém a previsão de que na quinta-feira o local estará pronto para receber Felipe Massa, Michael Schumacher & cia.

Os primeiros pilotos deverão chegar à capital catarinense na quinta-feira. Idealizador da corrida e vencedor da edição de 2006, Massa viajará para Florianópolis no início da sexta-feira. Ainda pela manhã, inspecionará as reformas no asfalto, em algumas zebras e conhecerá as modificações introduzidas na estrutura para aumentar a capacidade de público.

Texto: MF2 Serviços Jornalísticos - Márcio Fonseca

GT3 Brasil, Copa Clio e F3 em Interlagos: confira a programação!

Além da Copa Renault Clio, o Autódromo de Interlagos, em São Paulo, sediará as etapas da F3 Sul-Americana e da Telefônica Speedy GT3 Brasil. Confira a programação do fim de semana:

Sexta-feira (28/11)

08h50 – 09h50 – 1º treino livre (Copa Renault Clio)
10h30 – 11h00 – 1º treino livre (F-3 Sul-Americana)
11h35 – 12h35 – 1º treino livre (Telefônica Speedy GT3 Brasil)
12h50 – 13h50 – 2º treino livre (Copa Renault Clio)
14h05 – 14h35 – 2º treino livre (F-3 Sul-Americana)
14h50 – 15h30 – Treino classificatório 9ª etapa (Copa Renault Clio)
15h45 – 16h45 – 2º treino livre (Telefônica Speedy GT3 Brasil)
17h00 – 17h30 – Treino classificatório 17ª etapa (F-3 Sul-Americana)

Sábado (29/11)

08h30 – 09h15 – 3º treino livre (Telefônica Speedy GT3 Brasil)
09h25 – 09h55 – Treino classificatório 18ª etapa (F-3 Sul-Americana)
10h10 – 10h50 – Treino classificatório 10ª etapa (Copa Renault Clio)
11h05 – 12h05 – Horário de visitação aos boxes
12h15 – 13h05 – Treinos classificatórios (Telefônica Speedy GT3 Brasil)
13h45 – 14h15 – 17ª Etapa (F-3 Sul-Americana)
15h00 – 15h40 – 9ª etapa (Copa Renault Clio)
16h31 – 17h31 – 15ª etapa (Telefônica Speedy GT3 Brasil)

Domingo (30/11)

09h10 – 09h25 – Treino de aquecimento (Copa Renault Clio)
10h10 – 10h40 – 18ª etapa (F-3 Sul-Americana)
11h05 – 11h20 – Treino de aquecimento (Telefônica Speedy GT3 Brasil)
12h05 – 12h45 – 10ª etapa (Copa Renault Clio)
13h10 – 14h30 – Horário de visitação aos boxes
15h20 – 16h20 – 16ª etapa (Telefônica Speedy GT3 Brasil)

Copa Renault Clio: briga pelo vice-campeonato dá o tom da disputa final


Com o título de campeão da Copa Renault Clio em 2008 já definido em favor do paranaense José Cordova, a disputa pelo vice-campeonato será a principal atração das duas últimas corridas da temporada – que serão disputadas neste fim de semana em sistema de rodada dupla no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.
Embora a disputa pelo vice tenha como favoritos Wagner Cardoso e José Vitte, segundo e terceiro colocados no campeonato, respectivamente, outros quatro pilotos ainda possuem chances matemáticas de chegar ao título – o que torna este final de temporada ainda mais interessante.
Com 95 pontos ganhos, Cardoso virou o jogo sobre Vitte há dez dias durante a rodada dupla de Curitiba, depois de passar praticamente todo o campeonato atrás do piloto da W Racing. Agora, o piloto da equipe Black & Decker Officer tem quatro pontos de vantagem sobre o adversário, e depende de seus próprios resultados para fechar o ano como vice-campeão.
Tive boas chances de me manter em segundo no campeonato na rodada de Curitiba, mas acabei sendo punido por um toque com o Rodolfo Pousa e isso comprometeu minha corrida. Na minha opinião eu não tive culpa no acidente, mas a decisão dos comissários é soberana. A corrida de Curitiba agora faz parte do passado e estou totalmente focado nas provas do fim de semana. Vou para a rodada dupla tranqüilo, e confiante no trabalho da equipe”, declarou Vitte.
Com 54 pontos em jogo, a disputa entre os pilotos da W Racing e da Officer segue totalmente aberta, e pode ainda ter a presença de dois nomes que correm por fora nessa briga após boas apresentações na rodada dupla paranaense.
Com 76 pontos, Rodolfo Pousa ocupa o quarto lugar na tabela e chega a São Paulo embalado pelo pódio obtido na prova de domingo em Curitiba. Um pouco mais atrás, com 67, aparece o brasiliense Edu Garcia, que também vem de pódio na capital paranaense, e se mantém com chances na disputa pelo vice-campeonato.
“Temos duas corridas pela frente no fim de semana, mas para mim, nesse momento, existe apenas a prova de sábado”, disse Pousa. “Tenho que ir bem nessa corrida para continuar na briga pelo vice-campeonato no domingo. Depois dessa prova, o grupo de candidatos ao vice deve diminuir, e quero me manter na disputa. A meu favor tenho o fato de ter um companheiro de equipe em situação parecida, e certamente vamos nos ajudar na briga pelo vice”, acrescentou o piloto da M2 Competições, que desde a corrida passada forma dupla com Edu Garcia no time paulista.
Mais atrás e com chances remotas, aparecem Carlos Henrique da Rocha e Luiz Frediani, que somam, respectivamente, 58 e 42 pontos na classificação geral. Frediani pode chegar a 96 caso conquiste todos os pontos possíveis na rodada, e entre os ainda candidatos ao vice-campeonato é o que precisa dos resultados mais improváveis.
Os treinos para a rodada final da Copa Renault Clio começam nesta sexta-feira, às 08h50.
Passadas oito corridas, a classificação completa do campeonato é a seguinte:
1) José Cordova, 195
2) Wagner Cardoso, 95
3) José Vitte, 91
4) Rodolfo Pousa, 76
5) Eduardo Garcia, 67
6) Carlos H Rocha, 58
7) Luiz Frediani, 42
8) Marcos Paioli, 41
9) Edson do Valle, 32
10) Luciano Kubrusly, 24
11) Rolf Gemperli, 22
12) André Bragantini Jr., 10
13) Cesare Marrucci, 8
14) Peter Gottschalk, 6
15) Robson Vieira, 5
16) Luciano Lobão, 2
Luciano Silva, 2
Roberto Santos, 2
19) Ydenis de Souza, 1
Zigomar Junior, 1
Ulisses da Silva, 1
Zizi Paioli, 1
Carlos Almeida, 1
Willians Farias, 1

Texto: Press Consultoria Ltda - Rafael Durante
Foto: Fernanda Freixosa

segunda-feira, novembro 24, 2008

Definidos os campeões gaúchos de kart de 2008

Terminada a terceira e última etapa do Campeonato Gaúcho de Kart, saiba quem são os campeões e vice-campeões gaúchos de 2008:

Cadete
Campeão: Victor Matzenbacker (RS)
Vice: Fábio Raupp (SC)

Speed Kart A
Campeão: Renan Busse (RS)
Vice: Gustavo Bertuol (PR)

Speed Kart B
Campeão: Dagnor Schneider (SC)
Vice: Carlos Schinestzki (RS)

Stock A
Campeão: João Marcelo Varaschin (RS)
Vice: Rodrigo Miguel (RS)

Stock B
Campeão: Fernando Pastro (RS)
Vice: Júlio Pires (RS)

Pró 400
Campeão: Rodrigo Miguel (RS)
Vice: Matheus de Castro (RS)

Sprinter
Campeão: Gabriel Casagrande (RS)
Vice: Carlos Heinen Filho (RS)

Fonte: Kart Gaúcho

Campeonato Gaúcho de Kart: resultados da terceira etapa


O Kartódromo do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), recebeu no último sábado a terceira e última etapa do Campeonato Gaúcho de Kart. Foram disputadas as duas últimas baterias do certame, nas categorias Cadete, Speed Kart, Pró 400 e Stock 125.
Confira os resultados:

SPEED KART A – 1ª bateria
1 Bruno Soriano
2 Renan Busse
3 Analino Sirtuli
4 Thiago Jouglard
5 Abner Alba
6 Gustavo Bertuol

SPEED KART A – 2ª bateria
1 Renan Busse
2 Analino Sirtuli
3 Thiago Jouglard
4 Gustavo Bertuol
5 Abner Alba
NC Bruno Soriano

SPEED KART A – ETAPA
1 Renan Busse – 20 pontos
2 Analino Sirtuli – 17
3 Thiago Jouglard – 15
4 Gustavo Bertuol – 12
5 Abner Alba – 12
6 Bruno Soriano – 11

SPEED KART B – 1ª bateria
1 Rafael Zapellini
2 Dagnor Schneider
3 Carlos Schinestzki

SPEED KART B – 2ª bateria
1 Dagnor Schneider
2 Rafael Zapellini
3 Carlos Schinestzki

SPEED KART B – ETAPA
1 Dagnor Schneider – 20 pontos
2 Rafael Zapellini – 20
3 Carlos Schinestki – 16

STOCK 125cc A – 1ª bateria
1 Rodrigo Kubiczewski
2 João Varaschin
3 Carlos Heinen Filho
4 Felipe Donato
5 Gabriel Casagrande
6 Jorge Romero
7 Otávio Ruoso
8 Rodrigo Miguel
9 Douglas Iacconi

STOCK 125cc A – 2ª bateria
1 João Varaschin
2 Rodrigo Miguel
3 Carlos Heinen Flho
4 Jorge Romero
5 Rodrigo Kubiczewski
6 Otávio Ruoso
7 Felipe Donato
8 Douglas Iacconi
NC Gabriel Casagrande

STOCK 125cc A – ETAPA
1 João Varaschin – 20 pontos
2 Rodrigo Kubiczewski – 17
3 Carlos Heinen Filho – 16
4 Rodrigo Miguel – 12
5 Jorge Romero – 12
6 Felipe Donato – 11
7 Otávio Ruoso – 9
8 Gabriel Casagrande – 6
9 Douglas Iacconi – 5

STOCK 125cc B – 1ª bateria
1 Fernando Pastro
2 Julio Pires
3 Lorenço Feldens

STOCK 125cc B – 2ª bateria
1 Fernando Pastro
2 Julio Pires
NC Lorenço Feldens

STOCK 125cc B – ETAPA
1 Fernando Pastro – 22 pontos
2 Julio Pires – 18
3 Lorenço Feldens – 8

PRÓ 400 – 1ª bateria
1 Rodrigo Miguel
2 Matheus Castro
3 Pedro Castro
4 Rogério Werlang
5 Mauro Rodeghiero

PRÓ 400 – 2ª bateria
1 Rodrigo Miguel
2 Matheus Castro
3 Rogério Werlang
NC Pedro Castro
NL Mauro Rodeghiero

PRÓ 400 – ETAPA
1 Rodrigo Miguel – 22 pontos
2 Matheus Castro – 18
3 Rogério Werlang – 15
4 Pedro Castro – 8
5 Mauro Rodeghiero – 6

CADETE – 1ª bateria
1 Victor Matzenbacker
NC Fábio Raupp
NL Gabriel Romanello

CADETE – 2ª bateria
1 Victor Matzenbacker
2 Gabriel Romanello
3 Fábio Raupp

CADETE – ETAPA
1 Victor Matzenbacker – 22 pontos
2 Gabriel Romanello – 9
3 Fábio Raupp – 8

Fonte: Erno Drehmer - Kart Gaúcho

Desafio Internacional das Estrelas: prova confirmada em Florianópolis


Organizadores doam R$ 50 mil para vítimas das chuvas em Santa Catarina

Apesar das fortes chuvas que castigam o Estado de Santa Catarina desde a semana passada, a edição 2008 do Desafio Internacional das Estrelas está confirmada. A prova será realizada no próximo sábado e domingo, no Kartódromo dos Ingleses (Florianópolis), com a presença de Felipe Massa, Michael Schumacher, Jeff Gordon, Luca Badoer, Vitantonio Liuzzi e outras estrelas do automobilismo mundial e brasileiro.

Nesta segunda-feira, Carlinhos Romagnolli, organizador do evento, anunciou a doação de R$ 50 mil para as vítimas das enchentes de rios e deslizamentos de terra. O montante será entregue ao Governo do Estado para a compra de alimentos, colchões, agasalhos e outros gêneros de primeira necessidade. A exemplo dos anos anteriores, o Instituto Guga Kuerten também receberá uma parcela da arrecadação de ingressos de arquibancadas.

As fortes precipitações dos últimos dias causaram estragos na região norte de Florianópolis. A Rodovia SC 401, que liga o centro da capital catarinense ao bairro onde o kartódromo está instalado, foi interditada desde o fim da tarde de domingo por causa da queda de barreiras e só terá o tráfego restabelecido no prazo mínimo de uma semana. Os torcedores que forem à corrida precisarão utilizar desvios montados pelas autoridades de trânsito locais.

A chuva complicou e atrasou um pouco os trabalhos de conclusão da estrutura, mas até quinta-feira estará tudo finalizado”, garantiu Romagnolli, que procurou tranqüilizar as dezenas de pessoas que ligaram ao longo do dia buscando informações sobre a prova. “Felizmente, a área não está isolada e o acesso pode ser feito por rotas alternativas.” Romagnolli informou também que todos os ingressos foram vendidos e que um público recorde de 12 mil pessoas é esperado no domingo.

Nesta segunda-feira, o italiano Luca Badoer também confirmou presença. Com a vinda do piloto de testes da Ferrari, a lista com 26 nomes está fechada. No final de semana, o mineiro Cristiano da Matta desistiu de participar por causa de uma contusão nas costelas sofrida durante as 500 Milhas da Granja Viana e foi substituído por Luís Tedesco, campeão brasileiro de rali de velocidade pela FIAT. Tedesco dará um toque local à competição, já que, embora gaúcho de nascimento, reside em Florianópolis.

Texto: MF2 Serviços Jornalísticos - Márcio Fonseca

domingo, novembro 23, 2008

Porsche vence a 36ª Edição das Mil Milhas Brasil


Os pilotos Raul Boesel/Max Wilson/Marcel Visconde, a bordo de um Porsche 911 GT3 RSR, foram os vencedores da 36ª edição da Mil Milhas Brasil, prova que aconteceu neste domingo no autódromo de Interlagos, em São Paulo.
Confira o resultado final:
1) 911- Max/Marcel/Boesel (I), 11h00min015
2) 5 - Souza Ramos/Almeida/Piquet (I), a 23 voltas
3) 105 - Cleber/ Vanue/Vital (I), a 26 voltas
4) 15 - Landi/ Posses/Mesquita (I), a 28 voltas
5) 22 - Molo/ Minach/Castilho/Molo (I), a 33 voltas
6) 9 - Pistili/ Martinez/José (III), a 51 voltas
7) 20 - Varassim/ Machado/Varassin (III), a 51 voltas
8) 77 - Fernandes/ Ortolani/Gianfratti/Serata (III), a 58 voltas
9) 14 - Rossete/ Derani/Lunardi/Greco (I), a 85 voltas
10) 51 - Prado/ Dilser/Rebellato/Russel (IV), a 100 voltas
11) 92 - Rattes/ Camacho/Piccolo (III), a 103 voltas
12) 70 - Sotto Mayor/Henry/Rebellato/Landi (II), a 113 voltas
13) 30 - Sermann Filho/Cazuni/Weigert (IV), a 149 voltas
14) 54 - Gonçalves/ Colla/Isoldi/Rapcham (III), a 149 voltas
15) 74 - Bien/ Olio/Carrillo (II), a 151 voltas
16) 68 - Barbosa/ Martins/Araujo/Barbosa (II), a 195 voltas
17) 91 - Pinheiro/ Bianchini/Prado (II), a 223 voltas
18) 913 - Estites/ Romera/Paiva Jr./Martinez (IV), a 295 voltas
19) 36 - Bana/ Bana (III), a 317 voltas
20) 81 - Amorim/ Marcondes/Vasconcelos (III), a 321 voltas
21) 17 - Dimas II/ Dimas III/Rodrigo/Guaraná (I), a 324 voltas
22) 114 - Queirolo/ Sant´anna/De Rey (I), a 342 voltas
23) 85 - Rossi Neto/Rossi/Ventura (III), a 360 voltas

Foto: Silvia Linhares / Retrovisor Online

Copa Webmotors Pick Up Racing: Sondermann conquista mais uma vitória


A Copa Webmotors Pick Up Racing voltou às pistas neste final de semana, após dois meses sem competição. O longo período parado, entretanto, não alterou a tendência da temporada. O paulista Gustavo Sondermann, da Gramacho Stédile (Chevrolet) que já garantiu o título por antecipação, garantiu mais um primeiro lugar neste domingo, no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão (RS). Ele venceu, de ponta a ponta, a sétima e penúltima etapa da temporada, completando as 29 voltas em 38min31seg223, mostrando porque é o grande destaque de 2008, com nada menos que cinco vitórias em sete provas.

Já a briga pelo vice-campeonato ganhou mais emoção com os resultados deste domingo. Paulo Salustiano, da Full Time Sports (Chevrolet), terminou em segundo lugar e embolou a classificação geral, entrando de vez na disputa pelo vice. O gaúcho Rafael Iserhard, da Mottin Racing (Mitsubishi), completou o pódio da Copa Webmotors Pick Up Racing, com o terceiro lugar. A oitava e última etapa será no dia 7 de dezembro, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos.

Sondermann ressaltou as características da pista, com poucos pontos de ultrapassagem, como fundamental para a quinta vitória. “Foi uma corrida complicada em razão do calor e do desgaste excessivo dos pneus. Largando em primeiro, sabia que se tudo corresse bem, dificilmente conseguiriam me ultrapassar. Na verdade, o carro se comportou bem e só temi pela ponta na entrada do Safety Car no final da prova”, declarou o paulista, feliz co mais um topo do pódio.

Paulo Salustiano, que teve problemas na largada, deixou Viamão com chances de terminar em segundo. “Na largada, meu carro teve problemas e acabei tendo de forçar muito para encostar nos líderes. Isso acabou desgastando demais os pneus e procurei manter o segundo lugar, que meu deixou em condições de ainda poder lutar pelo segundo lugar do campeonato”, disse Salu, responsável pela melhor volta da corrida.

Os dez mais bem colocados na classificação da competição após a sétima etapa são estes: 1º) Gustavo Sondermann (SP), 161; 2º) Felipe Lapenna (SP), 84; 3º) Paulo Salustiano (SP), 79; 4º) Thiago Riberi (SP), 77; 5º) Rafael Iserhard (RS), 61; 6º) Kau Machado (PR), 52; 7º) Vitor Genz (RS), 49; 8º) Carlo Kain (SP), 40; 9º) Duda Massa (SP), 38; e 10º) Aluizio Coelho (SP), 37.

Resultado da sétima da Copa Webmotors Pick Up Racing:

1º) Gustavo Sondermann (Chevrolet, SP), 29 voltas em 38:31.223 (média de 136.23 km/h)
2º) Paulo Salustiano (Chevrolet, SP), a 0.623
3º) Rafael Iserhard (Mitsubishi, RS), a 1.676
4º) Marcos Ramalho (Chevrolet, MS), a 2.812
5º) Thiago Riberi (Chevrolet, SP), a 3.679
6º) Marcel Wolfart (Mitsubishi, SC), a 4.003
7º) Kau Machado (Chevrolet, PR), a 5.318
8º) Carlos Kray (Mitsubishi, RS), a 5.532
9º) Marlon Watanabe (Mitsubishi, PR), a 8.740
10º) Eduardo Heinen (Chevrolet, RS), a 1 volta
11º) Dudu Massa (Chevrolet, SP), a 1 volta
12º) Mateus Stumpf (Mitsubishi, RS), a 2 voltas
13º) Aluizio Coelho (Mitsubishi, SP), a 3 voltas
14º) Anderson Toso (Mitsubishi, RS), a 7 voltas
15º) Felipe Lapenna (Chevrolet, SP), a 10 voltas
16º) Franklin Trupel (Chevrolet, SC), a 19 voltas
Melhor volta: Paulo Salustiano, 1:09.961

A Copa Webmotors Pick Up Racing tem realização da Vicar Promoções Desportivas, com patrocínio da Webmotors, e supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). Os pneus são Goodyear, fornecedora oficial, enquanto as montadoras oficiais são Chevrolet e Mitsubishi.
Texto e foto: Departamento de Comunicação da Vicar Promoções
Jornalista Responsável: Marcelo Eduardo Braga

Sérgio Ramalho fatura a 10ª etapa da Stock Jr.


O pernambucano Sergio Ramalho foi o melhor da décima etapa do Brasileiro de Stock Jr., realizada na tarde deste domingo no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão. Ramalho completou as 22 voltas no circuito gaúcho com o tempo de 30min06seg120, média de 132.25 km/h. Na segunda colocação chegou o sorocabano Fabio Fogaça, 30min06seg303, enquanto o baiano e líder do campeonato, Patrick Gonçalves, fechou o pódio, marcando 30min07seg084. A próxima etapa da categoria de formação da Copa Nextel, que definirá seu campeão, será no dia 07 de dezembro no Autódromo José Carlos Pace em São Paulo.

Como acontece em todas as etapas da categoria, a prova de Viamão seguiu todas as suas características, como a marcação pela liderança e muita emoção. Além disso, as dificuldades que o traçado apresenta, especialmente a falta de pontos de ultrapassagens e o asfalto muito abrasivo, proporcionaram uma corrida bastante agitada.

O piloto Sérgio Ramalho garantiu sua primeira vitória na competição e comemorou bastante o feito. “Eu vinha pedindo muito essa vitória, pois estava sempre batendo na porta. Mas a vitória veio na hora certa”, comentou o piloto, que também competirá na Copa Vicar em São Paulo, pela equipe Pauta Racing.

Resultado final da 10ª etapa da Stock Jr.:

1º) Sergio Ramalho (, PE), 22 voltas em 30:06.120 (média de 132.25 km/h)
2º) Fabio Fogaça (SP), a 0.182
3º) Patrick Gonçalves (*, BA), a 0.963
4º) Daniel Pflaumer (SP), a 3.484
5º) Pedro Boesel (PR), a 3.828
6º) Rodrigo Barone (*, SP), a 11.342
7º) Leonardo Medrado (*, RJ), a 26.258
8º) Marcelo Munhoz (*, SP), a 26.527
9º) Felipe Granzotto (SP), a 28.602
10º) João M Carvalho (*, SP), a 2 voltas
11º) Lucas Finger (PR), a 10 voltas
Melhor volta: Lucas Finger, 1:18.283

A Copa Nextel Stock Car tem realização e organização da Vicar Promoções, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). O patrocínio é de Goodyear e Caixa, com co-patrocínio de Medley, Bosch e Petrobras. As montadoras presentes são Chevrolet, Mitsubishi e Peugeot.
Texto: MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga
Foto: Fernanda Freixosa Agência WE

Decisão da Copa Nextel Stock Car será em São Paulo


Diferença de Ricardo Maurício para Marcos Gomes caiu para um ponto. Cacá Bueno venceu a etapa

O campeão da temporada 2008 da Copa Nextel Stock Car será conhecido somente na última etapa, dia 7 de dezembro, em Interlagos. A definição foi adiada em razão dos resultados da 11ª etapa, realizada neste domingo, no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão (RS). Marcos Gomes, da Medley/A.Mattheis (Chevrolet), vice-líder, chegou em segundo lugar, à frente do líder Ricardo Maurício, da Medley/WA.Mattheis (Peugeot), diminuindo a diferença para apenas um ponto, 286 a 285, e tornando o duelo decisivo ainda mais emocionante em São Paulo. A vitória da etapa foi do bicampeão Cacá Bueno, da Eurofarma RC (Mitsubishi), que completou as 43 voltas em 50min42seg898, média de 153.43 km/h.

O piso abrasivo do circuito de Viamão e a ousadia na estratégia definiram a sorte da prova deste domingo, considerada uma das melhores dos últimos, para deleite das 41 mil pessoas presentes. Cacá Bueno e Marcos Gomes optaram por trocar os pneus no reabastecimento e conseguiram com isso, superar seus adversários no final da disputa. Ricardo Maurício, que largou na frente e manteve a ponta após a janela do reabastecimento. Mas, sem optar pela troca de pneus, ele acabou perdendo rendimento em relação aos adversários, sendo ultrapassado por Cacá na 30ª volta e na 34ª por Marcos Gomes, após uma disputa empolgante.

Agora, a decisão vai para Interlagos, onde o retrospecto favorece Marquinhos. Ele venceu as três últimas corridas no Autódromo Internacional José Carlos Pace, sendo a 12ª etapa do ano passado e as duas realizadas neste ano. Isso, porém, não motiva o piloto. “Não acho que isso seja determinante e também não ligo, pois sei que o Ricardinho teve problemas de acerto nas provas de São Paulo. Estou feliz por ter conseguido adiar a decisão para São Paulo, diminuindo bem a diferença”, afirmou o piloto. Sobre a estratégia, ele disse que tinha de arriscar. “Tive que assumir o risco de trocar os pneus porque era minha única chance de tentar passar o Ricardo. Felizmente, deu certo”, finalizou.

O líder Ricardo Maurício, por sua vez, explicou que jamais pensou na troca de pneus. “Eu e minha equipe não pensamos em trocar pneus, já que largava na frente e na teoria teria menos desgaste. Com a chegada deles, tentei fazer tudo o que era possível, mas estava muito difícil segurá-los. A diferença de pneus foi brutal e me preocupei em garantir o terceiro lugar. Agora vamos para São Paulo e ele ainda precisa chegar na minha frente”, destacou.

O vencedor Cacá Bueno estava bastante feliz por voltar ao pódio, mas disse que o final de semana teve um início difícil. “Tivemos um começo de etapa muito complicado, pois meu carro estava muito ruim na pista seca. Dessa forma, eu precisava de coisas diferentes e elas aconteceram. Isso mostra que continuamos competitivos”, declarou. O bicampeão aproveitou a coletiva de imprensa para tornar público seu agradecimento à equipe, já que em 2009 correrá pelo time Red Bull Racing. “Foi uma grande trabalho e estou muito orgulhoso de ter feito parte desta família. Foram dois títulos e muitos resultados positivos em três anos e isso foi incrível”, afirmou.

Os dez mais bem colocados na classificação geral, após 11 etapas, são os seguintes: 1º) Ricardo Maurício (SP), 286 pontos; 2º) Marcos Gomes (SP), 285; 3º) Thiago Camilo (SP), 252; 4º) Cacá Bueno (RJ), 239; 5º) Giuliano Losacco (SP), 231; 6º) Valdeno Brito (PB), 224; 7º) Popó Bueno (RJ), 222; 8º) Átila Abreu (SP) e Alceu Feldmann (PR), 217; e 10º) Allam Khodair (SP), 208.

Resultado da 11ª etapa da Copa Nextel Stock Car:

1º) Cacá Bueno (Mitsubishi, RJ), 43 voltas em 50:42.898 (média de 153.43 km/h)
2º) Marcos Gomes (Chevrolet, SP), a 6.780
3º) Ricardo Mauricio (Peugeot, SP), a 9.795
4º) Thiago Camilo (Chevrolet, SP), a 11.337
5º) Valdeno Brito (Chevrolet, PB), a 17.339
6º) Alceu Feldmann (Chevrolet, PR), a 34.538
7º) Luciano Burti (Peugeot, SP), a 34.752
8º) Rodrigo Sperafico (Mitsubishi, PR), a 42.690
9º) Thiago Marques (Peugeot, PR), a 42.726
10º) Nonô Figueiredo (Mitsubishi, SP), a 48.127
11º) Ingo Hoffmann (Mitsubishi, SP), a 50.259
12º) Duda Pamplona (Mitsubishi, RJ), a 50.288
13º) Juliano Moro (Mitsubishi, RS), a 51.439
14º) Lico Kaesemodel (Mitsubishi, PR), a 57.214
15º) Guto Negrão (Chevrolet, SP), a 57.719
16º) Daniel Serra (Chevrolet, SP), a 57.898
17º) Ricardo Zonta (Peugeot, PR), a 59.287
18º) Ruben Fontes (Peugeot, GO), a 1:00.254
19º) Norberto Gresse (Peugeot, SP), a 1:05.122
20º) Mario Romancini (Chevrolet, SP), a 1:27.867
21º) Ricardo Sperafico (Peugeot, PR), a 1 volta
22º) Felipe Maluhy (Mitsubishi, SP), a 1 volta
23º) Tarso Marques (Peugeot, PR), a 1 volta
24º) Giuliano Losacco (Peugeot, SP), a 1 volta
25º) Andre Bragantini (Peugeot, SP), a 1 volta
26º) Allam Khodair (Chevrolet, SP), a 4 voltas
27º) Hoover Orsi (Chevrolet, MS), a 5 voltas
28º) Atila Abreu (Peugeot, SP), a 8 voltas
29º) Antonio Jorge Neto (Mitsubishi, SP), a 9 voltas
30º) William Starostik (Peugeot, SP), a 27 voltas
31º) Popó Bueno (Chevrolet, RJ), a 38 voltas
Melhor Volta: Cacá Bueno, 1:06.580

A Copa Nextel Stock Car tem realização e organização da Vicar Promoções, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). O patrocínio é de Goodyear e Caixa, com co-patrocínio de Medley, Bosch e Petrobras. As montadoras presentes são Chevrolet, Mitsubishi e Peugeot.

Texto: MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga
Foto: Luca Bassani

sábado, novembro 22, 2008

Copa Turismo Show: Pierre Sabbagh vence a primeira corrida no AIC

O piloto catarinense Pierre Sabbagh venceu a primeira corrida, da oitava etapa da Copa Turismo Show, disputada neste sábado (22/11), no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, que contou com 36 carros inscritos.

Os vencedores das duas categorias disputadas foram: Pierre Sabbagh (SC), na Geral e CTI (para carros com alimentação injetada), e Adriano Braz Neto/Charles Macedo (SC), na CTA (para carros carburados).

Organizada pelo IBDA (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Automobilístico), e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo o Evento "Show Cars - Racing Team" conta com o patrocínio da Bana Pneus/Pirelli e TSW Rodas, parceria Brazil Way, Faculdades Spei, Shopping Total e apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Comunicação Filmes e A.M.D. Rental Service.

Durante o treino classificatório que definiu o “grid” de largada, realizado no sábado pela manhã, os três primeiros por categoria foram CTI: 1.º) Thiago Rausis (SC), 1min41s267; 2.º) Marcel Sedano (SC), 1min41s517; e 3.º) James Ramos (SC), 1min41s661. E na CTA: 1.º) Vinícius Weissmuller (MT), 1min45s052; 2.º) Adriano Braz Neto/Charles Macedo (SC), 1min45s806; e 3.º) Lorenzo Finardi/Carlos Tassi (PR), 1min46s642.

Dada a largada para os 40 minutos de prova mais duas voltas, da primeira bateria, o catarinense Marcel Sedano assumiu a liderança, mantendo a ponta até a quarta volta, quando foi ultrapassado por Pierre Sabbagh, que liderou até a entrada do safety car. Os seis primeiros, Pierre Sabbagh, Marcel Sedano, Sharbel El Hajjar, Thiago Rausis, James Ramos e José Cordova andavam muito perto, sempre trocando as posições.

Ao fim de 12 voltas, a vitória foi de Pierre Sabbagh (SC), com o tempo de prova de 20min49s309, seguido de Marcel Sedano (SC), à 0s562, Sharbel El Hajjar (PR), à 0s780, Thiago Rausis (SC), à 1s187, James Ramos (SC), à 1s541, e em sexto, José Cordova (PR), à 2s117. A volta mais rápida da prova foi do catarinense Pierre Sabbagh, com o tempo de 1min42s091, à média de 130.30 km/h.

No domingo (23/11), a Copa Turismo Show terá prosseguimento com mais duas baterias (às 11h50 e às 13h50), e, as três baterias valem também pelo “Troféu Paraná Velocidade”. As 16 horas acontece o pódio do evento, com troféus até o quinto colocado em todas as categorias.

Texto: Driver Press

Copa Webmotors Pick Up Racing: Gustavo Sondermann é pole!


O campeão antecipado mostrou sua força no classificatório

Ele já garantiu o título de 2008 por antecipação na etapa anterior, em Curitiba. Mas, mesmo assim, o paulista Gustavo Sondermann segue brilhando na Copa Webmotors Pick Up Racing. Neste sábado o piloto da Gramacho Stédile Racing (Chevrolet) foi o mais rápido no treino classificatório e conquistou a pole position para a sétima e penúltima etapa da temporada, marcada para este domingo, dia 23, a partir das 12h40, no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão (RS). Com pista molhada, Sondermann marcou o tempo de 1min11seg663, com média horária de 151.50 km/h.

Ao seu lado na primeira fila estará o paulista Aluízio Coelho, da Maino Racing (Mitsubishi), 1min11seg736, enquanto o terceiro lugar será de Paulo Salustiano, também de São Paulo, da Full Time Sports (Chevrolet), 1min12seg117. A prova terá transmissão ao vivo para todo o país pela Rede Vida.

Depois de ficar com o quarto lugar no geral nos treinos livres de sexta-feira, Sondermann voltou a andar na frente no treino de classificação, mostrando porque é o grande nome da temporada. Com pista molhada, a pole position não veio com facilidade. “Foi uma classificação muito difícil, porque fiz opção errada de pneus no início. Estava com um acerto para pista seca e acabei marcando o 15º tempo na primeira parte do treino. Mexemos no carro e, apesar de estar muito complicado para guiar, veio a pole. Vamos torcer para que não chova no domingo, pois a prova ficará mais bonita”, declarou o piloto, que também disputa a Copa Vicar, divisão de acesso da Copa Nextel Stock Car.

Na briga pelo vice-campeonato, Paulo Salustiano, da Full Time Sports (Chevrolet), foi o melhor do treino e vai largar no terceiro lugar. Já o vice-líder Felipe Lapenna, também da Full Time Sports, conseguiu apenas o oitavo tempo e vai sair na quarta fila.

Classificatório da sétima etapa da Copa Webmotors Pick Up Racing:

1º) Gustavo Sondermann (Chevrolet, SP), 1:11.663, média de 151.50 Km/h
2º) Aluizio Coelho (Mitsubishi, SP), 1:11.736
3º) Paulo Salustiano (Chevrolet, SP), 1:12.117
4º) Marcos Ramalho (Chevrolet, MS), 1:12.241
5º) Vitor Genz (Mitsubishi, RS), 1:12.337
6º) Cadú Pasetti (Chevrolet, SP), 1:12.392
7º) Rafael Iserhard (Mitsubishi, RS), 1:12.430
8º) Felipe Lapenna (Chevrolet, SP), 1:12.436
9º) Marcel Wolfart (Mitsubishi, SC), 1:12.487
10º) Thiago Riberi (Chevrolet, SP), 1:12.608
11º) Anderson Toso (Mitsubishi, RS), 1:13.054
12º) Dudu Massa (Chevrolet, SP), 1:13.791
13º) Marlon Watanabe (Mitsubishi, PR), 1:14.621
14º) Carlos Kray (Mitsubishi, RS), 1:15.011
15º) Eduardo Heinen (Chevrolet, RS), 1:15.080
16º) Mateus Stumpf (Mitsubishi, RS), 1:18.180
Melhor volta: Gustavo Sondermann, 1:11.663

Texto: MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga
Foto: Fernanda Freixosa / Agência WE

Ricardo Maurício larga em primeiro na 11ª etapa da Copa Nextel Stock Car


O líder Ricardo Maurício deu mais um importante passo em sua caminhada rumo ao título da Copa Nextel Stock Car 2008. Neste sábado, o piloto da Medley/WA.Mattheis (Peugeot) garantiu a pole position da 11ª e penúltima etapa, que acontece neste domingo, a partir das 10h15, no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão(RS). Na mini-corrida contra Thiago Camilo, da Vogel Texaco (Chevrolet), Ricardinho contou com a sorte na última curva, garantindo o melhor tempo e sua sexta pole position, com o tempo de 2min16seg774 (duas voltas), média de 158.76 km/h. No circuito travado e de difícil ultrapassagem, Ricardinho fez o que era preciso para poder lutar por mais uma vitória.

Dividindo a primeira fila com Ricardo Maurício no grid da etapa gaúcha estará Antônio Jorge Neto, da Eurofarma RC (Mitsubishi), 2min16seg890, enquanto o vice-líder, Marcos Gomes, da Medley/A.Mattheis (Chevrolet), sairá em terceiro, 2min18seg897. A Rede Globo de Televisão transmitirá a prova ao vivo para todo o país, dentro do Esporte Espetacular. A programação em Viamão ainda prevê a sétima etapa da Copa Webmotors Pick Up Racing, com largada às 12h40, e 10ª corrida da Stock Jr.

Largar na frente no Autódromo de Tarumã é 80% do trabalho para se chegar a vitória”. Assim Ricardo Maurício definiu a conquista de mais uma pole position na temporada. “É muito difícil de ultrapassar e largar na frente sempre faz a diferença. O desgaste dos pneus é grande temos 44 voltas para fazer a melhor estratégia”, completou.

Apesar do bom momento e da primeira colocação, ele não considera a possibilidade de sair de Viamão com o título. “Nem penso em ser campeão neste domingo. O Marcos vai largar bem e tem tudo para fazer uma boa prova. Quero é abrir uma boa vantagem, pois ele anda muito bem em São Paulo e já provou isso com duas vitórias neste ano”, encerrou.

Resultado do classificatório da Copa Nextel Stock Car:

1º) Ricardo Mauricio (Peugeot, SP), 2 voltas em 2:16.774 (média de 158.76 km/h)
2º) Antonio Jorge Neto (Mitsubishi, SP), a 0.116
3º) Marcos Gomes (Chevrolet, SP), a 2.123
4º) Thiago Camilo (Chevrolet, SP), a 0.250
5º) Alceu Feldmann (Chevrolet, PR), a 0.462
6º) Cacá Bueno (Mitsubishi, RJ), a 2.247
7º) Ingo Hoffmann (Mitsubishi, SP), 1:09.343
8º) Valdeno Brito (Chevrolet, PB), 1:09.387
9º) Felipe Maluhy (Mitsubishi, SP), 1:09.415
10º) Rodrigo Sperafico (Mitsubishi, PR), 1:09.475
11º) Pedro Gomes (Peugeot, SP), 1:09.484
12º) Lico Kaesemodel (Mitsubishi, PR), 1:09.657
13º) David Muffato (Peugeot, PR), 1:09.848
14º) Allam Khodair (Chevrolet, SP), 1:09.854
15º) Atila Abreu (Peugeot, SP), 1:10.057
16º) Guto Negrão (Chevrolet, SP), 1:10.523
17º) Luciano Burti (Peugeot, SP), 1:10.526
18º) Duda Pamplona (Mitsubishi, RJ), 1:10.562
19º) Thiago Marques (Peugeot, PR), 1:10.593
20º) William Starostik (Peugeot, SP), 1:10.613
21º) Andre Bragantini (Peugeot, SP), 1:10.635
22º) Juliano Moro (Mitsubishi, RS), 1:10.707
23º) Daniel Serra (Chevrolet, SP), 1:10.799
24º) Hoover Orsi (Chevrolet, MS), 1:10.822
25º) Giuliano Losacco (Peugeot, SP), 1:10.849
26º) Ricardo Sperafico (Peugeot, PR), 1:10.912
27º) Tarso Marques (Peugeot, PR), 1:10.937
28º) Nonô Figueiredo (Mitsubishi, SP), 1:11.097
29º) Ruben Fontes (Peugeot, GO), 1:11.676
30º) Popó Bueno (Chevrolet, RJ), 1:12.005
31º) Norberto Gresse (Peugeot, SP), 1:12.141
32º) Mario Romancini (Chevrolet, SP), 1:12.222
33º) Ricardo Zonta (Peugeot, PR), 1:12.225

Dragsters agitam circo da Copa Nextel Stock Car

O final de semana no Autódromo Internacional de Tarumã está repleto de atrações para os amantes do automobilismo. Além das disputas da Copa Nextel Stock Car, Stock Jr. e Pick Up Racing e da apresentação do carro 2009 da principal categoria do automobilismo nacional, os fãs ainda podem ver de perto os Dragster da Escola de Pilotagem do Velopark. Se o tempo estiver seco, os pilotos Jorge Fleck e Sérgio Cirne Lima farão uma demonstração neste domingo, entre as provas da Copa Nextel e Pick Up Racing.

Os Dragsters são do modelo Super Comp 2008, fabricado pela Undercover Motorsports, dos Estados Unidos. Com um motor V8 Big Block de 1000 HPs, eles aceleram de 0 a 100 em 1,8 segundos, podendo atingir a velocidade de 300 km/h.

A Copa Nextel Stock Car tem realização e organização da Vicar Promoções, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). O patrocínio é de Goodyear e Caixa, com co-patrocínio de Medley, Bosch e Petrobras. As montadoras presentes são Chevrolet, Mitsubishi e Peugeot.

Texto: MBraga Comunicação - Marcelo Eduardo Braga
Foto: Fernanda Freixosa / Agência WE