sábado, dezembro 31, 2011

Feliz 2012 !!!


A Waf Racing deseja a todos os leitores do blog, aos amigos que acompanham a equipe, aos parceiros e patrocinadores, um 2012 repleto de saúde, vitórias e muitas alegrias!!!!

sexta-feira, dezembro 30, 2011

A Waf Racing nas pistas em 2012 com visual novo


Prestes a iniciar mais uma temporada nas pistas, nada melhor que aproveitar a época e providenciar uma mexida na identidade visual da equipe. E começamos pelo kart! Depois de alguma conversa com os amigos Rita e Idalício Umpierre, da IR Criações, recebemos esse novo layout para as carenagens, que passaremos a usar na temporada 2012.

Na sequência, quem sabe, virá a mudança na pintura do carro. E depois o banner do blog. Mas isso é outra história... para essa "missão" teremos que pedir ajuda ao Maurano, outra fera na programação visual de equipes e pilotos.

quinta-feira, dezembro 29, 2011

Equipe Mitsubishi Brasil já está completa na Argentina para a disputa do Dakar 2012

A Equipe Mitsubishi Brasil já está completa em solo argentino para a largada do Rally Dakar 2012. O piloto Guilherme Spinelli desembarcou hoje (29) em Mar del Plata, fechando o time que disputará pela quarta vez o rali mais difícil e perigoso do mundo. O navegador Youssef Haddad chegou ontem (28). Ao todo, a Equipe Mitsubishi Brasil terá 13 pessoas, entre mecânicos, engenheiros, motoristas, time de logística e até quiropraxista, que darão suporte à dupla. O Mitsubishi Lancer Racing saiu do Porto de Zarate nesta quarta (28) e seguiu para Mar del Plata para instalações dos últimos equipamentos fornecidos pela organização. Amanhã (30), às 08h15, o veículo da dupla Spinelli/Youssef passará pela vistoria técnica e administrativa e entrará no parque fechado, de onde só sairá para a largada promocional no sábado (31). Além do Mitsubishi Lancer, os veículos de apoio da Equipe Mitsubishi Brasil também passarão pelo procedimento obrigatório junto à organização, antes do início da competição.

A previsão da organização do Dakar é que a 34ª edição supere o número de espectadores de 2011, com a inclusão do Peru no roteiro. Na última edição, cerca de cinco milhões de pessoas acompanharam de perto o rali, entre largada, especiais e chegada. Em 2012, o rali sairá de Mar del Plata e seguirá até Lima, no Peru com a caravana percorrendo quase nove mil quilômetros. Serão cinco especiais na Argentina, cinco no Chile e quatro no Peru. Em solo argentino, os competidores seguirão em direção a Cordilheira dos Andes e já encontrarão pelo caminho trechos de dunas e canyons. Na chegada ao Chile, o fantasma do deserto do Atacama, onde pilotos e navegadores terão que mostrar muita habilidade. E, por fim, os imensos e intermináveis trechos de dunas do território peruano, até a chegada em Lima. 471 competidores participarão da 34ª edição do Rally Dakar, a quarta na América do Sul.

"Podemos esperar um roteiro bem difícil esse ano. Embora todo ano a organização diga que o rali será mais difícil do que no ano anterior, há dois fatores esse ano que nos levam a acreditar que é verdade: muito mais dunas no roteiro, mais deserto e especiais menores do que nos anos anteriores. Quando as especiais são muito difíceis normalmente não são tão grandes. Vamos ver se tudo isso se confirma!", revelou o piloto Guiga Spinelli, que irá para sua quarta participação no Dakar, sendo que nas duas últimas terminou no TOP 10 da classificação geral dos carros.

O navegador Youssef Haddad está na Argentina desde ontem e já sente de perto o clima da maior competição off road do mundo. "Ao contrário do ano passado em Buenos Aires, em que cada equipe ficava concentrada em um local diferente, aqui (Mar del Plata) praticamente todas já estão no parque de apoio, o que mostra a dimensão desse rali. O que mais me chamou a atenção é a diversidade de modelos de carros e aparentemente de ótimo nível, o que mostra que teremos uma prova muito disputada", disse Youssef.

"Na frente do parque de apoio o publico é grande e fica de longe acompanhando o trabalho das equipes, além de fotografar todos veículos que entram ou saem", completou o navegador.

Fonte: Samantha Leiras

3º Festival AMILKS tem inscrições abertas


E antes mesmo de encerrar 2011, o AMIL Kart Show já abriu inscrições para o seu primeiro evento da temporada 2012. Trata-se do X Race, evento que marcará a 3ª edição do Festival AMILKS.

O X Race será disputado no Kartódromo do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), no dia 09 de fevereiro, e usará o traçado de 2.500m - fruto da junção das duas pistas, a VP 1500 e a VP 1000. Os pilotos, no máximo 45 em cada grid, serão divididos em três grupos conforme o peso: Sprinter, Master e Truck.

Veja mais detalhes sobre o Festival AMILKS, bem como o procedimento para as inscrições, clicando aqui.

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Brasileiros já estão na Argentina para largada do Rally Dakar 2012

Todos os integrantes da Equipe Petrobras Lubrax já estão na Argentina. Eles foram divididos em dois grupos: o primeiro seguiu no dia 25 de dezembro e o restante chegou no dia 27. A programação destes últimos dias está intensa. Ontem a equipe de caminhão, composta por André Azevedo, Maykel Justo e o tcheco Mira Martinec, retirou o Tatra do porto de Buenos Aires para realizar 560 quilômetros de deslocamento até a cidade de Mar Del Plata, local de largada do Rally Dakar 2012.

Chegamos por volta da meia noite de ontem e hoje tiramos o dia para fazer a revisão no caminhão de apoio e organizar nossos itens pessoais. O Tatra, caminhão de competição, está na base naval de Mar Del Plata, onde uma parte foi destinada à área de verificações técnicas da organização e outra para estacionamento dos veículos”, contou o piloto André Azevedo, que nesta edição do Dakar completará 25 anos consecutivos de participações.

A moto que o estreante brasileiro Denisio do Nascimento utilizará, uma Honda 450cc, também chegou ontem na Argentina. O transporte foi feito por terra, saindo do Brasil no dia 25. Já o carro fará o deslocamento de Buenos Aires até Mar Del Plata nesta quarta-feira. “Eu e o Bina aproveitaremos o trajeto para conhecer melhor o carro, já que será a primeira vez que competiremos com ele”, contou o piloto Jean Azevedo. Ele e o navegador Emerson Cavassin, o Bina, participarão do rali com um Nissan.

Falta pouco - A cidade litorânea de Mar Del Plata já está em festa e nos preparativos finais para a maior e mais difícil competição off road do planeta. Esta será a primeira vez que a cidade sediará a largada do rali, nos anos anteriores – 2009, 2010 e 2011 – o início da competição foi na capital Buenos Aires. “Hoje vimos que a organização iniciou o fechamento das ruas em frente ao cassino da cidade para a largada promocional do dia 31 de dezembro”, contou André Azevedo.

O Rally Dakar 2012 acontecerá entre os dias 1º e 15 de janeiro. Nesta edição, 470 veículos - 173 carros, 189 motos, 32 quadriciclos e 76 caminhões - de diversas nacionalidades disputarão a prova. A competição terá início na Argentina, passará pelo Deserto de Atacama, no Chile, e terminará, pela primeira vez, em Lima, no Peru.

Sobre a Equipe Petrobras Lubrax

Pioneira no esporte, a Equipe Petrobras Lubrax ficou conhecida por ter sido a primeira a ter participado do Rally Dakar, em 1988. Com o passar dos anos ela manteve a sua evolução e hoje é a única equipe do mundo a competir o Dakar em três categorias simultaneamente: moto, carro e caminhão. Também possui o maior número de vitórias no Rally dos Sertões: dez no total. Atualmente, a Equipe Petrobras Lubrax compete nas principais provas nacionais e internacionais, conquistando sempre resultados de excelência e representando com seriedade e dedicação o seu país.

A Equipe Petrobras Lubrax tem patrocínio da Petrobras, Petrobras Distribuidora, CCR NovaDutra, Prefeitura Municipal de São José dos Campos, Mercedes-Benz Caminhões e apoio da Renov, BorgWarner, Mahle, Capacetes Bieffe, Sparco América Latina, Fazenda Real, Eye to Eye, SCHIO, Pirelli, Inmarsat e Artfix.

Fonte: Assessoria de Imprensa Equipe Petrobras Lubrax / Ana Carolina Vieira

terça-feira, dezembro 27, 2011

Dica de vídeo: 12 Horas de Tarumã 2011

Rali Dakar 2012


Este é o percurso da edição de 2012 do Rali Dakar, que começa no primeiro dia de janeiro, em Mar del Plata, na Argentina, em plena costa Atlântica, e segue por quinze dias até a costa do Pacífico, passando por cidades argentinas, chilenas, até finalizar em Lima, no Peru, totalizando cerca de 9.000km percorridos.

Um total de 470 competidores participarão da edição de 2012 do Rali Dakar. Serão 173 carros, 189 motos, 32 quadriciclos e 76 caminhões.

Confira as etapas:

1º de janeiro – domingo
Etapa 1: Mar Del Plata/Santa Rosa de la Pampa (Argentina)
Deslocamento: 796 km
Especial: 60 km

2 de janeiro – segunda-feira
Etapa 2: Santa Rosa de la Pampa/San Rafael (Argentina)
Motos – quadriciclos - caminhões
Deslocamento: 486 km
Especial: 295 km

Carros
Deslocamento: 486 km
Especial: 290 km

3 de janeiro – terça-feira
Etapa 3: San Rafael/San Juan (Argentina)
Motos – quadriciclos
Deslocamento: 293 km
Especial: 270 km

Carros - caminhões
Deslocamento: 293 km
Especial: 208 km

4 de janeiro – quarta-feira
Etapa 4: San Juan/Chilecito (Argentina)
Deslocamento: 388 km
Especial: 326 km

5 de janeiro – quinta-feira
Etapa 5: Chilecito/Fiambalá (Argentina)
Motos - quadriciclos
Deslocamento: 151 km
Especial: 265 km

Carros – caminhões
Deslocamento: 246 km
Especial: 177 km

6 de janeiro - sexta-feira
Etapa 6: Fiambalá (Argentina)/Copiapó (Chile)
Deslocamento: 394 km
Especial: 247 km

7 de janeiro – sábado
Etapa 7: Copiapó/Copiapó (Chile)
Deslocamento: 154 km
Especial: 444 km

8 de janeiro – domingo
Descanso

9 de janeiro – segunda-feira
Etapa 8: Copiapó/Antofagasta (Chile)
Deslocamento: 209 km
Especial: 477 km

10 de janeiro – terça-feira
Etapa 9: Antofagasta/Iquique (Chile)
Deslocamento: 9 km
Especial: 557 km

11 de janeiro – quarta-feira
Etapa 10: Iquique/Arica (Chile)
Deslocamento: 317 km
Especial: 377 km

12 de janeiro – quinta-feira
Etapa 11: Arica (Chile)/Arequipa (Peru)
Motos-quadriciclos
Deslocamento: 171 km
Especial: 538 km

Carros
Deslocamento: 120 km
Especial: 478 km

Caminhões
Deslocamento: 120 km
Especial: 432 km

13 de janeiro – sexta-feira
Etapa 12: Arequipa/Nasca (Peru)
Motos – quadriciclos
Deslocamentos: 259 km
Especial: 246 km

Carros – caminhões
Deslocamentos: 440 km
Especial: 246 km

14 de janeiro – sábado
Etapa 13: Nasca/Pisco (Peru)
Deslocamento: 76 km
Especial: 276 km

15 de janeiro – domingo
Etapa 14: Pisco/Lima (Peru)
Deslocamento: 254km
Especial: 29 km

segunda-feira, dezembro 26, 2011

Dica de vídeo: onboard com James Ramos no Festival Brasileiro de Marcas 2011

Calendário da Fórmula Truck para 2012

Repetindo 2011, a categoria disputará os campeonatos Brasileiro e Sul-Americano

A Fórmula Truck divulgou seu calendário para a temporada 2012. Serão dez etapas no ano, todas elas válidas pelo Campeonato Brasileiro. Destas dez etapas, quatro somam pontos também para definir o Campeonato Sul-Americano. São elas: Velopark, Caruaru, São Paulo e Argentina.

A Fórmula Truck inicia em março, no Velopark, em Nova Santa Rita (RS), e encerra em dezembro, em Brasília. A etapa de agosto ainda não tem local definido para sua realização.

Calendário 2012

04 de Março - Velopark
01 de Abril - Rio de Janeiro
06 de Maio - Caruaru
03 de Junho - Goiânia
08 de Julho - São Paulo
05 de Agosto - a definir
09 de Setembro - Argentina
07 de Outubro - Guaporé
11 de Novembro - Curitiba
09 de Dezembro - Brasília
*O calendário poderá sofrer alterações

Fonte: www.formulatruck.com.br

sexta-feira, dezembro 23, 2011

Mega Kart lança chassi MX para continuar trilha de vitórias em 2012


Chassi chegará ao mercado com novo conceito

Dona de diversas conquistas expressivas durante todo este ano, a paulista Mega Kart busca repetir em 2012 o sucesso da atual temporada e anunciou o lançamento de seu novo chassi, o MX, sucessor do vencedor Mega X. E o MX chegará ao mercado com novo conceito, para oferecer a melhor opção aos kartistas e preparadores brasileiros.

O novo chassi Mega é apresentado com inúmeros recursos de acerto no kart, com três barras removíveis, duas dianteiras e uma lateral. Além disso, o MX apresenta freios totalmente novos, com três opções de discos na traseira, e também dianteiros, neste caso para o Shifter.

Outra característica do novo Mega MX são as carenagens e pára-choques com novo design, totalmente remodelados e ainda mais aerodinâmicos.

Mas a Mega Kart não regulamentou apenas o novo chassi e, na presença de Rubens Gatti e Ricardo Bignotto (CBA) e de John Ryan (CIK/FIA), a fábrica paulista fez o maior número de homologações na história do kartismo brasileiro, um total de sete.

Foram homologados o já consagrado Mega X, o novo chassi MX, carenagens Speed para karts 125cc, carenagens CAD para Cadete, pára-choques traseiros para 125cc e Cadete, freios dianteiros e traseiros para sixspeed e freios traseiros para todos os modelos de kart.

"2011 foi um ano de muitas vitórias, conquistadas graças ao empenho e profissionalismo de todos dentro da Mega Kart. E, é claro, graças à confiança de nossos clientes, que acreditaram em nossos produtos", afirmam Waldíbio Ferraz e Marcos Ferreira, diretores da Mega Kart. "E nossos lançamentos para 2012 certamente continuarão esta trilha vencedora", encerram.

Texto: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer

Programa Velocidade, com destaque para as 500 Milhas de Kart Beto Carrero

Artur Fortunato fechou 2011 com três belas atuações na decisão do Campeonato Paulista


Piloto de Americana ficou com o 4º lugar na classificação final

Repleta de eventos importantes, a temporada 2011 do kartismo brasileiro foi encerrada no último final de semana em Interlagos, zona sul de São Paulo, onde foi disputada a rodada tripla que decidiria o Campeonato Paulista. Fizeram parte da programação três baterias para cada uma das categorias em disputa e um dos presentes foi o piloto Artur Fortunato (Dahruj | Brasilinvest | Jornal Todo Dia | ONS Motorsport), que lutava pelo título na Júnior, categoria em que é o atual vice-campeão brasileiro.

Com três boas atuações o piloto da ONS Motorsport obteve um segundo lugar e dois terceiros, resultados que o colocaram na quarta posição final no Campeonato Paulista. "O Artur foi bem, fez três belas baterias, lutou pela vitória o quanto pôde e terminou o campeonato bem posicionado, entre os quatro melhores", atesta Ernandes Onassis, chefe da equipe de Artur Fortunato.

Artur Fortunato encerra assim uma temporada em que, em seu segundo ano na Júnior, obteve resultados altamente positivos, como o próprio vice-campeonato no Brasileiro, disputado em julho no mesmo Kartódromo de Interlagos, além de diversas vitórias em campeonatos como a Copa São Paulo Granja Viana, Copa São Paulo Light, Super Kart Brasil e participação em eventos nos Estados Unidos, como o Florida Winter Tour.

"Os pensamentos e o foco agora serão direcionados a uma nova etapa, quando o Artur passará a competir na Graduados", aponta Onassis. "Será um passo importante na carreira dele, uma vez que a Graduados é a categoria ‘top’ do kartismo brasileiro", finaliza o preparador e chefe de equipe de Artur Fortunato (Dahruj | Brasilinvest | Jornal Todo Dia | ONS Motorsport).

O campeão paulista na categoria Júnior foi o carioca Renato Júnior.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer
Foto: Flávio Quick

Presente de Natal? Vitórias em 2012


Kreis Jr, piloto jaraguaense já confirmado na Mini Challenge, categoria integrante da Stock Car, teve um ótimo ano em 2011, mas deseja evoluir ainda mais na próxima temporada

Feliz ano velho, melhor ano novo. Este poderia ser o lema do piloto Kreis Jr. referente às suas participações na Mini Challenge Brasil em 2011 tanto quanto sua previsão, ou no mínimo desejo, para a nova temporada.

A Mini Challenge Brasil é uma categoria integrante da Stock Car, o maior evento de Automobilismo do Brasil. Sucesso deste sua estreia nas pistas brasileiras em 2010, os pequenos notáveis da Mini são uma atração a parte nos eventos da Stock que levam milhares de pessoas aos autódromos, onde se vê muita competitividade com disputas acirradas, manobras espetaculares e acidentes, tudo o que o público quer em uma corrida de carros.

É dentro da extrema competitividade da Mini Challenge, onde Kreis Jr, piloto de Jaraguá do Sul que em 2011 acelerou o Mini de competição de numeral 71 patrocinado pela SMC Pneumática e Raumak Máquinas, espera fazer ainda melhor no novo ano. Sem competir desde o dia 16 de outubro [encerramento da temporada do Mini Challenge Brasil], como todo piloto apaixonado pela velocidade, Kreis Jr. deu um jeito de estar próximo ao que gosta e manter-se “aquecido” para o próximo ano. "Estive na última etapa do Brasileiro de Marcas em Curitiba, onde pude ver o profissionalismo e competitividade da categoria, visitei a Officer minha antiga casa na Copa Clio e foi bem legal rever os amigos, uma forma de manter-se na “ativa” enquanto 2012 não acelera", brincou Kreis Jr.

Nova dupla no novo ano

E fazer mais em 2012 é possível, já que mais experiente o piloto poderá desafiar nomes acostumados com a competição e para isso Kreis Jr. também contará com o apoio de um novo parceiro. “Falando de 2012, primeiramente gostaria de agradecer o Leonardo Fortunato pela oportunidade de corrermos juntos, ele é uma pessoa muito focada e determinada em tudo o que faz, quero desejar a ele muito sucesso nas pistas no próximo ano, e também quero aproveitar para apresentar meu novo parceiro para 2012 que fará dupla no Mini de número 71, que será Cristian Mohr, de Blumenau, que foi vice-campeão paulista de marcas neste ano. Que ele seja bem vindo”, exaltou Kreis, sabendo da capacidade do piloto com quem dividirá o carro na nova temporada. O piloto Leonardo Fortunato, de Joinville, nome tão promissor nas disputas quanto a nova dupla, ainda não definiu sua participação para 2012, embora sua permanência na Mini Challenge não seja descartada.

Para finalizar, Kreis Jr. desejou a todos um final de ano de muitas vitórias na vida: "Quero finalizar desejando um Feliz Natal a todos, em especial meus patrocinadores, familiares e amigos, que estiveram torcendo por mim neste ano, e que venha um 2012 repleto de saúde e alegrias e com muitas bandeiradas", almejou o jaraguaense.

Mudanças na Mini Challenge

Visando mais competitividade, seletividade de nomes e também mais entretenimento e emoção para o público, além da possibilidade de trazer pilotos dos estaduais para a Mini Challenge 2012, a categoria terá entre outras, uma mudança significativa em seu formato, permitindo que além de correr “sozinho” ou em dupla [cada piloto corria uma das duas corridas] agora será possível formar trio de pilotos em um único carro, já que no novo ano a categoria realizará três corridas por final de semana.

O novo calendário da Mini Challenge também já foi apresentado e o campeonato terá início no dia 25 de março em Interlagos, São Paulo (SP), pista que recebe a categoria mais uma vez no ano em agosto, terminando a temporada no dia 11 de novembro no autódromo Nelson Piquet, em Brasília (DF). Entre estas etapas a categoria passará também por duas vezes em Curitiba (PR), estará por uma vez no Velopark em Nova Santa Rita (RS), também no autódromo Ayrton
Senna em Londrina (PR) e no Rio de Janeiro em Jacarepaguá (RJ). Serão disputadas no total oito rodadas triplas com nada menos que 24 corridas no ano.

Confira abaixo o calendário da Mini Challenge para 2012:

1ª etapa, 25 de março - Autódromo José Carlos Pace, São Paulo (SP)
2ª etapa, 15 de abril - Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais (PR)
3ª etapa, 20 de maio - Autódromo Internacional Velopark, Nova Santa Rita (RS)
4ª etapa, 1º de julho - Autódromo Internacional Ayrton Senna, Londrina (PR)
5ª etapa, 15 de julho - Autódromo Internacional Nelson Piquet, Rio de Janeiro (RJ)
6ª etapa, 5 de agosto - Autódromo José Carlos Pace, São Paulo (SP)
7ª etapa, 21 de outubro - Autódromo Internacional de Curitiba-Pinhais (PR)
8ª etapa, 11 de novembro - Autódromo Internacional Nelson Piquet, Brasília (DF)

Fonte: Ponto de Fuga Editora Ltda
Foto: Fernanda Freixosa / Vicar

segunda-feira, dezembro 19, 2011

Imagem do dia: Largada da prova 3 Horas de Venâncio



No último sábado (17) o Kartódromo de Venâncio Aires foi o palco da prova de encerramento da temporada 2011 do kartismo gaúcho, a 3 Horas de Venâncio, que reuniu mais de 30 pilotos, divididos em 14 equipes.


A vitória ficou com o trio Adriano Carboni, Fernando Wortmann e Mauro Rodeghiero, que levaram como prêmio um chassi Mega 2012. O segundo lugar da prova ficou com o trio pelotense Carlos Izkovitz, Fabrício Canali e Gabriel Robe, que recebeu um motor Honda 13hp.


O resultado completo e os detalhes da 3 Horas de Venâncio Aires estão aqui nesta matéria do site Kart Motor. Os relatos da equipe campeã, a Bom de Braço / AMILKS, você lê aqui.

Fonte: Kart Motor

Foto: Idalício Umpierre

Miguel Paludo: avaliação positiva pela participação especial no Itaipava GT em Interlagos

Gaúcho correu com o piloto Guilherme Figueroa com um Lamborghini na etapa final de 2011, em São Paulo, neste final de semana, terminando a prova de hoje na oitava colocação


Em sua volta ao circuito de Interlagos após um ano competindo na temporada completa da Nascar Truck Series, o piloto Miguel Paludo fez um balanço positivo de sua participação especial na rodada dupla final do Itaipava GT Brasil, disputada neste final de semana, em Interlagos.


O gaúcho formou dupla com Guilherme Figueiroa, pilotando o modelo Lamborghini LP 660, preparado pela Scuderia 111. Hoje, os dois completaram a corrida na oitava colocação entre os 31 carros que alinharam no grid em Interlagos.


"A corrida deste domingo foi bem interessante. Fizemos bons ajustes no carro, tanto que fiz o segundo melhor tempo no warm up. Com isso, conseguimos virar sempre tempos rápidos na corrida, na casa de 1min37s5, e assim fomos bem competitivos", explicou Paludo.


Na prova de ontem, o gaúcho não havia ficado satisfeito com o desempenho do carro. "Estava muito traseiro e a gente não conseguiu ser competitivo. Hoje foi bem diferente. Andamos junto dos ponteiros e, não fosse uma punição de drive thru (por excesso de velocidade no box) a gente chegaria ainda mais a frente, porque devemos ter perdido quase 40s só com isso", afirmou Paludo.


A participação especial no Itaipava GT foi positiva para o piloto da Nascar Truck Series. "Foi uma experiência interessante, conhecendo um carro diferente e podendo voltar a guiar em Interlagos e reencontrar os amigos da GT e da Porsche. Agora é hora de descansar e recarregar as energias para a temporada 2012", diz Paludo.


2ª Corrida - GT Brasil 2011


1º) 20 - Wagner Ebrahim (AU, PR), 29 voltas em 51:12.735 (média de 146,40 km/h)
2º) 22 - S.Jimenez/P.Bonifacio (MB , SP/SP), a 0.034
3º) 7 - V.Brito/M.Stumpf (FO , PB/RS), a 11.254
4º) 33 - B.Garfinkel/R.Mauricio (LA , SP/SP), a 16.473
5º) 105 - V.Faria/R.Guerra (LA , SP/SP), a 17.356
6º) 5 - J.Moro/A.Coelho (FO , SP/SP), a 33.001
7º) 30 - Cleber Faria (LA , SP), a 1:03.379
8º) 8 - G.Figueroa/M.Paludo (LA , PR/RS), a 1:14.573
9º) 75 - H.Assunção/R.Kastropil (LA , SP), a 1:14.758
10º) 11 - R.Lapa/A.Dueñas (VI , SP/SP), a 1:24.639
11º) 32 - Fernando Fortes (VI , SP), a 1:35.426
12º) 70 - W.Derani/F.Casagrande (FE , SP/SP), a 1 volta
13º) 46 - A.Toso/C.Kray (LA , RS/RS), a 1 volta
14º) 23 - R.Cattalini/A.Zaninotto (FE , SP/SP), a 1 volta
15º) 9 - X.Negrão/X.Negrão (LA , SP/SP), a 2 voltas
16º) 21 - V.Rossete/F.Greco (MA , SP), a 2 voltas
17º) 57 - S.Laganá/A.Hellmeister (AM , SP/SP), a 2 voltas
18º) 6 - V.Pinheiro/L.Burti (GI , SP/SP), a 2 voltas
19º) 82 - M.Melo/W.Freire (GI , SP/SP), a 2 voltas
20º) 73 - O.Federico/R.Navarro (MA , SP/SP), a 2 voltas
21º) 72 - C.Federico/C.Lara (AM , SP/SP), a 2 voltas
22º) 81 - C.Burza/T.Riberi (GI , SP/SP), a 2 voltas
23º) 17 - M.Santanna/C.De Rey (FC , SP), a 2 voltas
24º) 10 - D.Mendes/V.Patrocinio (MA , SP/SP), a 4 voltas
25º) 155 - De Luca/L.Braghin (MA , SP), a 4 voltas
26º) 110 - C.Almeida/P.Ventura (LA , RS/RS), a 8 voltas
27º) 16 - M.Hahn/A.Khodair (LA , SP/SP), a 11 voltas
28º) 13 - Pedro Queirolo (CO , SP), a 12 voltas
29º) 19 - C.Longo/D.Serra (FE , SP/SP), a 12 voltas
30º) 55 - J.Gonçalves/C.Coelho (GI , SP/SP), a 26 voltas
31º) 3 - R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 27 voltas

Fonte: RF1 Jornalismo Ltda

Bruno Bertoncello conquistou título de campeão paulista no encerramento da temporada



2012 será ano de nova categoria e Bruno competirá na Júnior

Quinto colocado no Brasileiro, campeão gaúcho e do Super Kart Brasil e, agora campeão paulista na categoria Júnior Menor. Esta foi a trajetória do gaúcho Bruno Bertoncello (Targh 400 Floricultura Verdes e Cores MG Pneus Iame GH Digital Techspeed Sport Wear by ULV) em 2011, ano em que também conquistou o vice na Copa São Paulo Granja Viana, além de diversas vitórias.

O último título do ano, o de campeão paulista, veio na última sexta-feira (16), no Kartódromo de Interlagos, na zona sul de São Paulo. Com uma vitória e um segundo lugar nas três corridas da etapa decisiva da competição, Bruno "levantou o caneco" e tornou-se, ao lado de César Ramos, campeão da Fórmula 3 Italiana, um dos dois únicos gaúchos a conquistar um dos mais desejados títulos do kartismo brasileiro.

Pilotos como Ayrton Senna, Rubens Barrichello, Felipe Massa, Tony Kanaan e diversos grandes nomes do automobilismo brasileiro no exterior já passaram por Interlagos e conquistaram por várias vezes o título de campeão paulista. "Ser campeão paulista é uma honra muito grande", festeja Bertoncello. "Este ano venci o Super Kart Brasil em Interlagos, o que já foi uma grande alegria, mas conquistar o Campeonato Paulista tem um gostinho especial", comemora o gaúcho de Passo Fundo.

Bruno, que compete com chassi Techspeed pela equipe Quake2, fez bons treinos e repetiu a performance na tomada de tempos, quando foi o 3º colocado. Na primeira corrida já assumira a liderança quando foi tocado por um concorrente e rodou, abandonando a prova. Largando da última posição, Bruno fez uma bela segunda bateria e partiu para a vitória. E na terceira terminou em segundo, comemorando assim o título inédito.

No próximo ano Bruno Bertoncello será promovido e passará a competir na categoria Júnior, ainda mais difícil e competitiva. "Quero agradecer a todos meus patrocinadores, que me apoiaram durante todo o ano, e também a Monster Energy", diz Bruno. "E gostaria de desejar melhoras ao Gabriel Sereia. Espero que ele esteja de volta às pistas novamente muito em breve", solidariza-se, lembrando do acidente sofrido pelo mato-grossense durante a sexta-feira. Gabriel machucou a perna e teve que ser submetido a uma cirurgia.

"Um ótimo Natal e a todos e um ano novo cheio de poles e vitorias", encerra Bruno Bertoncello (Targh 400 Floricultura Verdes e Cores MG Pneus Iame GH Digital Techspeed Sport Wear by ULV), projetando e desejando muitas felicidades a todos seus amigos, apoiadores e companheiros de pista.

Fonte: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer

domingo, dezembro 18, 2011

Programa Competição, sobre o Desafio das Estrelas 2011





Itaipava GT Brasil: Por antecipação, Valdeno Brito e Matheus Stumpf chegam ao bicampeonato da GT3


Ford GT da dupla Valdeno Brito e Matheus Stumpf

Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez venceram a corrida que definiu os campeões do Itaipava GT Brasil

A última etapa do Itaipava GT Brasil não precisou nem terminar para que fossem conhecidos os campeões da GT3. Já na primeira corrida do fim de semana, disputada neste sábado (17) na pista de Interlagos, em São Paulo, a dupla formada por Valdeno Brito e Matheus Stumpf assegurou a consecutiva - a segunda deles, que ganharam também o campeonato de 2010. Eles chegaram quarto lugar, mas os principais adversários, Xandy Negrão e Xandinho Negrão, sofreram um furo no pneu quando lideravam e não pontuaram. Esse resultado encerrou a disputa matematicamente.

"Não esperávamos terminar este dia com o título", contou Valdeno Brito. "Trocamos o motor na quinta-feira (15) e voltamos a ter problemas, tivemos que ir atrás de outra unidade sem o desempenho esperado e sofremos bastante. Largamos atrás e com o Xandy lá na frente estávamos em uma situação que parecia adversa. Para completar, durante a prova estava com uma vibração grande, que eu até achei que fosse nos custar a corrida. Quando o Matheus pegou o carro estava crítico, ele foi virando três segundos pior do que eu, mas deu certo", comemorou Valdeno Brito.

"A gente sabia que poderia conquistar o título hoje se tivéssemos um bom resultado", comentou Matheus Stumpf. "Mas assim que peguei o carro, começou a trepidar demais. Até consegui andar rápido e passar alguns carros, quase me envolvi em um acidente com o Chico Longo no ‘S do Senna’, e aí em um momento houve um estouro, até achei que um pneu tivesse furado. Mas fui levando até o final e conquistamos nosso objetivo. A equipe trabalhou muito bem e nos deu um carro maravilhoso, muito bem acertado e revisado. Nossa dupla é forte, mas acho que o principal foi a durabilidade do carro".

Diante da festa dos campeões, Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez também tiveram muito que comemorar. Eles venceram a corrida, mantendo 100% de aproveitamento com o novo Mercedes-Benz SLS AMG. O carro ganhou as três corridas desde que estreou, há menos de um mês. "Na verdade, nosso carro é novo e ainda não o conhecemos totalmente. Achávamos que teríamos um carro forte aqui, mas não foi isso que aconteceu de início. Mas a equipe teve uma luz, mudou totalmente o acerto e o Mercedes ascendeu", contou Boni.

"O (Sérgio) Jimenez fez um trabalho brilhante e estou muito feliz por trabalhar ao lado dele, por tudo que estou aprendendo. Tive o trabalho de tocar até o final, com sorte de não pegar tráfego pesado e deu tudo certo. Mesmo com todas as dificuldades, conseguimos nossa terceira vitória consecutiva", acrescentou o piloto. Aluízio Coelho e Juliano Moro, com um Ford GT, terminaram a prova na segunda posição, repetindo o melhor resultado deles em 2011. Bruno Garfinkel e Ricardo Maurício, que mostraram força desde os treinos livres, acabaram em terceiro com o Lamborghini Gallardo LP600.

"Sem dúvida, o nosso carro evoluído está ajudando muito. Agora ele está mais competitivo, estamos todos trabalhando com bom humor e este clima mais leve na equipe começou a tirar o estresse do trabalho e começamos a melhorar. Estou feliz por disputar um campeonato tão bem organizado e vamos continuar buscando a nossa primeira vitória", falou Bruno Garfinkel. A temporada do Itaipava GT Brasil termina neste domingo (18), com prova marcada para 12h30 e transmissão ao vivo da Band. A pole position é de Cleber Faria, de Lamborghini Gallardo LP560.

O RESULTADO FINAL EM INTERLAGOS

1º) 22 - S.Jimenez/P.Bonifacio (MB, SP/SP), 30 voltas em 51:11.911 (média de 151,49 km/h)
2º) 5 - J.Moro/A.Coelho (FO , SP/SP), a 7.159
3º) 33 - B.Garfinkel/R.Mauricio (LA , SP/SP), a 21.676
4º) 7 - V.Brito/M.Stumpf (FO , PB/RS), a 24.862
5º) 30 - Cleber Faria (LA , SP), a 24.948
6º) 105 - V.Faria/R.Guerra (LA , SP/SP), a 33.518
7º) 20 - Wagner Ebrahim (AU , PR), a 33.613
8º) 3 - R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 38.487
9º) 19 - C.Longo/D.Serra (FE , SP/SP), a 54.253
10º) 75 - H.Assunção/R.Kastropil (LA , SP), a 1:37.969
11º) 11 - R.Lapa/A.Dueñas (VI , SP/SP), a 1:37.972
12º) 23 - R.Cattalini/A.Zaninotto (FE , SP/SP), a 1:41.123
13º) 61 - F.Croce/FG Croce (CO , SP/SP), a 1 volta
14º) 46 - A.Toso/C.Kray (LA , RS/RS), a 1 volta
15º) 8 - G.Figueroa/M.Paludo (LA , PR/RS), a 2 voltas
16º) 9 - X.Negrão/X.Negrão (LA , SP/SP), a 2 voltas

CLASSIFICAÇÃO DA ITAIPAVA GT3 (APÓS 19 DE 20 CORRIDAS)

1º- Matheus Stumpf/Valdeno Brito - Ford GT - 234
2º- Xandy Negrão/Xandinho Negrão - Lamborghini LP600 - 210 pontos
3º- Cláudio Ricci/Rafael Derani - Ferrari F458 - 189
4º- Paulo Bonifácio - Mercedes-Benz SLS AMG - 170
4º- Allam Khodair/Marcelo Hahn - Lamborghini LP600 - 170
6º- Cleber Faria - Lamborghini LP560 - 161
7º- Chico Longo/Daniel Serra - Ferrari F458 - 137
8º- Pedro Queirolo - Corvette Z06R - 135
9º- Juliano Moro - Ford GT - 115
10º- Bruno Garfinkel - Lamborghini LP600 - 114
11º- Wagner Ebrahim - Audi R8 LMS - 113
12º- Ricardo Maurício - Lamborghini LP600 - 106
13º- Renan Guerra/Vanuê Faria - Lamborghini LP560 - 100
14º- Sérgio Jimenez - Mercedes-Benz SLS AMG - 68
15º- Aluízio Coelho - Ford GT - 50
16º- Cláudio Dahruj/Rodrigo Sperafico - Corvette Z06R - 44
17º- Fernando Croce - Corvette Z06R - 36
18º- Enrique Bernoldi - Ford GT - 35
19º- Daniel Croce - Corvette Z06R - 29
20º- Henrique Assunção - Lamborghini Gallardo LP560 - 27
21º- Ronaldo Kastropil - Lamborghini LP560 - 22
22º- Walter Derani - Ferrari F430 - 14
23º- Antônio Pizzonia - Ferrari F430 - 7
24º- Fernando G. Croce - Corvette Z06R - 6
25º- Fernando Poeta - Lamborghini Gallardo LP560 - 5
26º- Ricardo Ricca/Rafael Daniel - Lamborghini Gallardo LP500 - 3
26º- João Adibe - Ford GT - 3
26º- Josué Pimenta - Ferrari F430 - 3
29º- Sérgio Lucio - Lamborghini Gallardo LP560 - 1

Texto: Itaipava GT Brasil
Foto: Fernanda Freixosa

sexta-feira, dezembro 16, 2011

Bruno Bertoncello quer fechar boa temporada conquistando título no Campeonato Paulista


Piloto não poderá estar presente à cerimônia de premiação aos campeões gaúchos de 2011

Vice-líder do Campeonato Paulista, o gaúcho Bruno Bertoncello (Targh 400 | Floricultura Verdes e Cores | MG Pneus | Iame | GH Digital | Techspeed | Sport Wear by ULV) disputa nesta sexta e sábado, dias 16 e 17, a última etapa da competição, também seu último compromisso nas pistas na atual temporada.

As disputas, em rodada tripla, serão realizadas no lendário Kartódromo de Interlagos, que revelou ao mundo os melhores pilotos brasileiros. Foi nesta mesma pista que Bertoncello obteve sua maior conquista na atual temporada, quando enfrentou pilotos em sua maioria de uma categoria acima da sua, a Júnior.

Naquela ocasião, em abril, Bruno venceu a terceira edição do Super Kart Brasil e comemorava também sua primeira vitória com motores de 125cc, já que vinha de duas temporadas na Cadete. E o objetivo de Bruno Bertoncello (Targh 400 | Floricultura Verdes e Cores | MG Pneus | Iame | GH Digital | Techspeed | Sport Wear by ULV) para este final de semana é exatamente o mesmo, vencer e conquistar o título de campeão paulista na Júnior Menor.

"Treinei muito bem nesta quinta e estamos bastante otimistas quanto a poder conquistar mais este título", diz Bruno, que este ano também venceu "em casa" ao conquistar o título de campeão gaúcho da Júnior. "Minha equipe está, como sempre, trabalhando duro para que eu tenha um kart competitivo e estamos no caminho certo", completa o piloto, que compete com chassis Techspeed na equipe Quake2, comandada pelo experiente preparador Luís Sérgio Santos, o Zé Bolão.

Duas das três corridas, assim como a tomada de tempos, estão previstas para serem realizadas nesta sexta-feira (16). A terceira corrida será disputada no sábado.

Premiação no Rio Grande do Sul - Na noite desta sexta-feira (16) o automobilismo gaúcho estará em festa, já que a Federação Gaúcha de Automobilismo realizará sua tradicional cerimônia de premiação aos campeões de 2011.

Bruno Bertoncello, por estar disputando as finais do Campeonato Paulista, não poderá estar presente. "Lamento bastante, pois é uma premiação relativa ao título de campeão do meu Estado, e gostaria de estar presente, lógico. Peço desculpas, ao mesmo tempo em que agradeço e parabenizo a todos os campeões e também à FGA pela iniciativa de valorizar os pilotos", agradece.

Texto: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer
Foto: Maurício Villela

Imagens das 12 Horas de Tarumã 2011












Um breve registro da movimentação de pilotos e equipes, na pista e nos boxes, durante as horas iniciais da prova, na virada do sábado para o domingo (11). O público compareceu em peso, para assistir a largada da mais tradicional prova do automobilismo gaúcho, que aconteceu à meia noite do último sábado (10).

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Com Lamborghini, Miguel Paludo volta a acelerar em Interlagos no Itaipava GT


Gaúcho correrá com o piloto Guilherme Figueroa com um Lamborghini na etapa final de 2011, em São Paulo; hoje, Miguel participou do primeiro dia de teste em Interlagos e fez avaliação positiva do carro

Depois de uma temporada completa competindo na Nascar Truck Series nos Estados Unidos, o piloto Miguel Paludo voltou a pilotar em Interlagos, onde participou hoje do primeiro dia de testes da etapa final do Itaipava GT Brasil.

O gaúcho aceitou o convite de Guilherme Figueiroa para formar uma dupla nas duas últimas provas da temporada 2011, que serão realizadas neste sábado e domingo em São Paulo.

Paludo teve uma boa impressão em seu primeiro contato com o modelo Lamborghini LP 660, preparado pela Scuderia 111. "Hoje foi apenas um dia de adaptação, sem explorar ainda o limite do carro. Foi bom também para matar a saudades de Interlagos, onde não corro há praticamente um ano. Fiquei bem impressionado com a boa performance do carro, sobretudo nas curvas e também nas freadas", diz Paludo, que competiu no final de 2010 em São Paulo e venceu as duas etapas finais da Porsche Cup.

Figueiroa também está otimista por um bom resultado neste final de semana. "O Miguel (Paludo) é um fenômeno, lembro de como começou e agora já está representando muito bem o Brasil na Nascar. Com certeza vamos para esta prova bastante otimistas na busca por um bom resultado", diz Figueiroa.

Os carros do Itaipava GT Brasil voltam a treinar nesta sexta-feira. A rodada dupla será realizada no sábado e no domingo, com transmissão pela TV Band.

PROGRAMAÇÃO EM INTERLAGOS

Sexta-feira (16)
08h00 - 08h45 1º Treino Livre, TNT SuperBike
09h00 - 10h00 1º Treino Livre, Mercedes-Benz Grand Challenge
10h15 - 11h15 1º Treino Livre, Itaipava GT Brasil
11h30 - 12h15 2º Treino Livre, TNT SuperBike
13h05 - 14h05 2º Treino Livre, Mercedes-Benz Grand Challenge
14h15 - 15h40 2º Treino Livre, Itaipava GT Brasil
15h50 - 16h05 Treino Classificatório, Mercedes-Benz Grand Challenge
16h15 - 17h00 3º Treino Livre, TNT SuperBike

Sábado (17)
08h00 - 09h05 3º Treino Livre, Itaipava GT Brasil
09h20 - 09h35 Warm Up, Mercedes-Benz Grand Challenge
09h50 - 10h25 1º Treino Classificatório, TNT SuperBike
10h40 - 11h25 1º Treino Classificatório, Itaipava GT Brasil
11h35 - 12h20 2º Treino Classificatório, Itaipava GT Brasil
13h10 - 13h45 2º Treino Classificatório, TNT SuperBike
14h15 1ª Corrida, Mercedes-Benz Grand Challenge
16h30 1ª Corrida, Itaipava GT Brasil

Domingo (18)
08h00 - 08h15 Warm Up, TNT SuperBike
08h25 - 08h40 Warm Up, Itaipava GT Brasil
08h50 - 09h05 Warm Up, Mercedes-Benz Grand Challenge
10h00 TNT SuperBike
12h30 2ª Corrida, Itaipava GT Brasil
14h20 2ª Corrida, Mercedes-Benz Grand Challenge

Fonte: RF1 Jornalismo Ltda
Foto: Rodrigo França / RF1

Mega Kart aumenta lista de conquistas com título no Sul-Catarinense

2011 foi repleto de vitórias e títulos e diretores da empresa apostam em novo ano positivo

Mais uma temporada no kartismo brasileiro está chegando a seu final e, assim como durante todo o ano, a Mega Kart comemorou recentemente mais uma vitória e mais um título para seu recheado histórico de conquistas. Desta vez a fábrica de chassis e componentes para o kartismo nacional, com sede em São Paulo, garantiu um título em Santa Catarina.

O título chegou através do jovem Giuseppe Durante, de 12 anos, que compete na Júnior Menor no Campeonato Sul-Catarinense. A quinta e última etapa da competição foi realizada na cidade de Sangão e Durante, que reside em Tubarão (SC), comemorou o título após vencer a corrida.

"Sempre é bom vencer e nosso objetivo tem sido exatamente este, entregar a nossos clientes um chassi competitivo e vencedor. E temos conseguido", dizem Waldíbio Ferraz e Marcos Ferreira, diretores da Mega Kart. "Iniciamos o ano com vitórias e comemoramos muitas outras ao longo da temporada, bem como títulos nos mais diversos campeonatos disputados pelo Brasil. 2012 está chegando e certamente comemoramos mais e mais resultados como este do jovem Giuseppe Durante", encerram.

Texto: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer

Dica de vídeo: Teaser da Audi DTCC 2012

Guilherme Peixoto fechou Nova Schin com 3º lugar e se prepara para última rodada do Paulista


Piloto ficou em 6º no campeonato participando de apenas metade das corridas

Próximo do encerramento da temporada, o kartismo brasileiro vive momentos de decisão durante todo o mês de dezembro. No último domingo (11) o Kartódromo Arena Schincariol, em Itu (SP), foi palco de mais uma decisão, realizando a última etapa do Campeonato Nova Schin, do qual participou o paulista Guilherme Peixoto (ZTE | Zero-X | Enigma | Bn Coach).

Depois de bons treinos no sábado, Peixoto e sua equipe partiram confiantes para a tomada de tempos, já que a Enigma Racing trabalhou com vários acertos até encontrar o ideal para o traçado, desta vez inverso em relação ao da etapa anterior.

Na tomada de tempos Guilherme Peixoto foi atrapalhado várias vezes por um dos competidores e quando teve a oportunidade de ter uma volta limpa, acabou cometendo um pequeno erro em uma das curvas. "Naquela curva é necessária uma freada forte e o Gui passou do ponto, colocando as rodas na grama. Os pneus sujaram e acabamos perdendo a melhor volta", lembra Beto Nini, "coach" de Peixoto, que assim largaria em 6º.

Em busca de uma prova de recuperação, pois era comprovadamente rápido, Guilherme sabia que teria que arrumar espaços e conquistar posições, o que não se apresentou como uma tarefa fácil. "Sempre se perde tempo nas ultrapassagens e desta vez não foi diferente. Quando o Gui conseguiu se desvencilhar dos adversários para assumir o terceiro lugar, os dois ponteiros já haviam conseguido uma boa vantagem. E como os três ‘viravam’ muito parecidos, o Gui não teve como tentar chegar na briga pela ponta e terminou em 3º", explicou Nini.

"Valeu o trabalho, sabíamos que tínhamos um bom equipamento e comprovamos na corrida, quando o Gui andava no mesmo tempo dos ponteiros", avalia o treinador de Guilherme Peixoto (ZTE | Zero-X | Enigma | Bn Coach). "Ele fez belas ultrapassagens e lutou até o fim e é isso que queremos de nosso piloto, garra e determinação", finaliza.

Guilherme Peixoto foi o 6º colocado no campeonato, mesmo tendo competido em apenas cinco das dez etapas disputadas durante o ano.

Nesta quarta-feira (14) Guilherme Peixoto, Beto Nini e a Enigma Racing voltaram à pista, agora para iniciar os treinos para a rodada tripla que encerra o Campeonato Paulista no próximo final de semana em Interlagos.

Texto: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer
Foto: Maurício Villela

quarta-feira, dezembro 14, 2011

Passat Canhão #8 de Niltão Amaral fez maratona na Copa Classic e 12 Horas de Tarumã




O Passat Canhão #8 da Copa Classic RS passou por uma verdadeira "maratona" no último final de semana, na programação das 12 Horas de Tarumã, a prova de longa duração mais tradicional em atividade no Brasil

O piloto Niltão Amaral, a bordo do Passat, enfrentou jornada dupla, participando da Copa Classic RS, campeonato de carros clássicos que fez prova festiva preliminar, e das 12 Horas de Tarumã, na qual disputou o Troféu José Asmuz, que consistia numa disputa nos 52 primeiros minutos da prova.

Tudo começou no final da tarde de quinta-feira (8), no treino livre e no classificatório das 12 Horas, no qual obteve a 5ª colocação na cat. IV (turismo nacional até 2100cc), com o tempo de 1:19.509. Ao cair da noite, novo treino livre para acerto da iluminação do carro.

No sábado, às 13hs, aconteceu o treino classificatório da Copa Classic, na qual, apesar de alguns problemas de calço de motor e no ajuste na geometria da suspensão, obteve a 4ª posição no grid de largada, com 1:20.139.

A equipe Mecânica Sabiá/MK Mekânica trabalhou rapidamente e corrigiu os problemas, deixando o carro pronto para a prova da Copa Classic, que encheu a pista de Tarumã ao cair da tarde, com 28 carros na pista. Na primeira bateria travou um pega em ritmo fortíssimo, com troca de posições com o Passat #58 de Diego Mariante e o Opala #43, pilotado por Ramiro Tissot, que durou até o final da bateria, quando chegou em 3º lugar, obtendo sua melhor volta do final de semana, com 1:19.224. O vencedor da prova foi o potente Maverick V8 #302 de Leovaldo Petry.

Na segunda bateria o pega foi repetido, com a ocorrência de tráfego pesado e de óleo na pista, que apimentaram a disputa, com o Passat #8 chegando em 4º lugar. Na soma das baterias, 3º lugar para Niltão Amaral, (já sagrado vice-campeão da temporada 2011), com festa no pódio, encerrando a temporada da Copa Classic, que começou com 12 carros e acabou com 28 inscritos.

Niltão Amaral fez uma análise da prova e da temporada da Copa Classic em 2011: "O nível da categoria vem crescendo constante e consistentemente, tanto em número quanto em qualidade dos carros. Tivemos sete carros virando abaixo de 1min20s, o que é um excelente tempo em Tarumã, tempos melhores do que alguns carros das 12 Horas de Tarumã, inclusive. Sem contar o capricho no visual, que aliado às outras qualidades, prendeu a atenção do enorme público do início ao fim das duas baterias. Estamos encerrando a temporada com chave de ouro", afirmou o piloto e organizador do certame.

Com o cair da noite, hora de revisar o carro para o sprint final, as 12 Horas de Tarumã. Consertado um pequeno problema de alternador, o carro partiu para o tradicional alinhamento estilo "Le Mans". Destaque também para a participação de outros dois carros da Classic, como o Opala #43, agora pilotado por Marcos Voges, e o Fusca #31 de J.Fontes/P.Fontes/M. Ritter, e ainda o Chevette #55 de Wagner dos Santos, que participaram da prova, fazendo reviver as 12 Horas das décadas de 70 e 80, na qual havia grande pegas entre os modelos turismo, únicos existentes na época.

Após o tradicional e emocionante show de fogos, com presença de um grande público que lotou as arquibancadas da reta, da curva do Tala Larga, o muro e o paddock aéreo dos boxes, à meia-noite de sábado para domingo (10 para 11/12) foi dada a largada em fila indiana após saída do Safety Car, procedimento adotado a pedido do Automóvel Clube do Rio Grande do Sul, promotor da prova. Niltão imprimiu um ritmo forte desde o início para a prova de 52 minutos, mantendo o Passat à frente de outros veículos modernos, fazendo um bonito pega com o Logus #51 de Telmo Jr. e o Gol #11 do trio feminino, pilotado por Patrícia Souza, imprimindo a melhor volta em 1:19.472.

Na volta 16, quando fazia a curva 8, contorno de alta velocidade, o carro teve uma quebra de biela por fadiga de material, causando a explosão do motor e a consequente rodada, pondo fim à participação do clássico na prova.

"Foi uma excelente experiência. O objetivo era adquirir experiência na largada das 12 Horas, e também acostumar a enfrentar o grande tráfego nos primeiros minutos da prova, sem o compromisso com o resultado. O Passatão, apesar de antigo, em meio aos modernos, comportou-se muito bem, mostrando-se rápido o suficiente para acompanhar o pelotão da categoria IV. O carro estava preparado para prova de bateria, e foi tocado num ritmo forte, o que pode ter contribuído para a quebra. Mas apesar do imprevisto, estamos contentes com o resultado da maratona", disse Niltão.

Agora Niltão Amaral entra em período de breve descanso, logo iniciando o planejamento da temporada 2012, na qual pretende uma incursão completa nas 12 Horas de Tarumã, tendo em vista a fácil adaptação à corrida noturna. "É uma sensação única e muito emocionante. Já deu pra perceber que vicia, então quero estar no grid também em 2012, desta vez visando a uma participação completa", comentou.

Fonte: Copa Classic RS
Foto noite: Divulgação / Foto dia: Luís Camaratta

Equipe Luis XV consegue terminar as 500 Milhas de Kart Beto Carrero


Com o objetivo principal de completar a corrida, a equipe “Luis XV”, formada pelos pilotos catarinenses Leonel Junior Pavan, Leopoldo Mees Neto, Jorge Rohden, Davi Gustavo Dal Pizzol, Luiz Pavan e Marcos Brollo, terminou na 34ª dentre os 48 karts que disputaram as “500 Milhas” no Parque Beto Carrero.

Sem sofrer nenhuma quebra durante as quase 12 horas de prova, o kart número 45 suportou bem a maratona de troca de pilotos, que teve como grande surpresa o jovem Davi Gustavo Dal Pizzol, de apenas 14 anos, que pilotou de igual pra igual com todos os concorrentes e na hora final da prova ainda teve energia para realizar várias ultrapassagens em cima de pilotos de renome mundial e baixar o tempo.

A principal dificuldade da equipe catarinense foi com o preparo físico, uma vez que todos estão acostumados a provas curtas, de cerca de 30 minutos. “Sofremos um pouco com a falta de preparo físico, mas conseguimos completar a prova, que era o objetivo principal”, disse Leopoldo Mees Neto.

Para Leonel Junior Pavan, a experiência de poder dividir a pista com estrelas do automobilismo foi o ponto alto. “Tivemos a oportunidade de disputar dentro da pista com Rubens Barrichello, Vitor Meira, Tony Kanaan, Felipe Massa, Daniel Serra, Popó Bueno, Ricardo Zonta, Felipe Giaffone, dentre outros, ultrapassando ou sendo ultrapassado, e isto para quem ama o automobilismo não tem preço e é o que mais deixou a equipe feliz”, disse Junior Pavan.

A equipe teve o patrocínio de Luis XV, Top LED, Atacado Pavan, Mundial Têxtil e Leone Empreendimentos, e para 2012 o objetivo é formar 2 equipes para participar da prova.

Texto: Francis H. Trennepohl – F2 Assessoria Esportiva

Com superação e garra Kratina Racing termina as 12 Horas de Tarumã




A equipe Kratina Racing literalmente lutou contra o tempo na 31ª edição das 12 Horas de Tarumã. Mas a batalha da equipe começou muito antes da largada da mais tradicional prova do automobilismo gaúcho

O trabalho começou muito antes da prova, com o início da construção de um carro para participar da prova, o VW GOLF com motorização especial, vinda da Argentina e preparada pela lendária oficina de preparação dos hermanos, a Berta.

Após muitos dias de trabalho intenso na oficina, com o tempo se esgotando a Kratina Racing conseguiu finalizar o carro na sexta-feira anterior a prova, fazendo com que a equipe perdesse a tomada de tempos e em consequência disso perdeu alguns preciosos minutos para testar o carro.

Sem tempo e já com o carro no autódromo, os mecânicos da equipe trabalharam duro para dar ao carro mínimas condições de disputar a prova e com a largada já quase efetuada o carro partiu para a saída dos boxes, para fazer a largada deste ponto, com o piloto Airton Diehl iniciando a prova.

Já nas primeiras horas de prova o carro apresentou problemas na direção hidráulica, exigindo todo o preparo físico disponível dos pilotos. O carro parou nos boxes e a equipe rapidamente efetuou um reparo de improviso, e a direção hidráulica deu um pouco de refresco para os pilotos.

Não demorou muito para que ela apresentasse problemas novamente, e a equipe começou a efetuar as paradas de boxes durante a madrugada e início da manhã para abastecimento, troca de pneus e também revezamento dos pilotos da Fórmula Truck Maria Cristina Rosito e Gerson Trindade, além de Airton Diehl, que participa das provas de Endurance.

A esta altura a equipe já considerava a prova como treino de resistência para o novo carro, já que finalizado às pressas, ela não sabia até quando o carro aguentaria na prova. No início da manhã a equipe teve uma quebra de homocinética, ficando o carro parado na entrada dos boxes, de onde foi empurrado até sua área no pit e o reparo feito em tempo recorde de 12 minutos, e o carro colocado de volta à pista.

Para um carro que nunca foi para a pista, o resultado de 4º lugar na categoria III foi muito bom e mostrou que a equipe tem pessoal qualificado e, mais do que isso, guerreiros, que apesar do cansaço e do tempo sem dormir, nunca desistiram ou perderam a esperança de chegar ao final”, comentou Fabiano.

O final da prova foi muito comemorado por todos na Kratina Racing, pois o esforço, compromisso e dedicação de todos foi recompensado com o carro finalizando a prova.

A Kratina Racing agradece as empresas Postos Buffon, Metrovel, Grêmio, Castor Suspensões, Energético Energy Drink, pela parceria e por acreditarem no trabalho da equipe nestas 12 Horas de Tarumã. Até 2012!

Texto: Assessoria Schaefer
Fotos: Fernando Silva

terça-feira, dezembro 13, 2011

Imagem do dia: preparativos para montagem do grid do Endurance Velopark






Foi intensa a movimentação nos boxes do Kartódromo do Velopark, no último sábado (10), momentos antes da formação do grid para a largada do 1º Endurance Velopark de Kart Indoor, prova de quatro horas de duração, que reuniu 120 pilotos, divididos em 35 equipes.

GT Classics - "Jóias" começam a se preparar para a disputa


Inscrições seguem em ritmo acelerado na semana da segunda edição do evento; Alguns ícones da história automotiva já estão confirmados

Neste sábado (17/12) e domingo (18/12), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), será realizada a segunda edição do GT Classics. A programação, que envolve um treino e a corrida de regularidade, reunirá pilotos e colecionadores que acelerarão as suas "jóias" na pista da capital paulista.

Na semana que antecede a disputa, as inscrições seguem em ritmo acelerado e a expectativa dos organizadores é de grid cheio em Interlagos. Até aqui, vários ícones da história automotiva mundial já estão confirmados. Entre eles, estão um Ford Mustang (1968), um Ford Maverick (1980), uma Mercedes-Benz (1983), um Ford Willys (1966), um Shelby Cobra (1968), um Ford Galaxie (1969), entre muitos outros.

A programação do GT Classics será aberta no sábado (17/12), quando os colecionadores poderão realizar um reconhecimento de pista de 15 minutos, entre 17h55min e 18h10min. Não haverá tomada de tempo e, por segurança, um safety car acompanhará a sessão. A prova de regularidade acontece no domingo (18/12), entre 10h37min e 11h37min.

O GT Classics é uma iniciativa da San Diego Motorsports e da organização do Itaipava GT Brasil.

Inscrições - As inscrições para o segundo GT Classics estão abertas e devem ser feitas por telefone - (11) 2629-4500 - ou pelo email sd@sdmotorsports.com.br. A inscrição de cada veículo - obrigatoriamente fabricado até 1986 - parte de R$ 450, valor que dá direito a participação, estacionamento e uma credencial de camarote VIP. Por apenas R$ 100 a mais, o colecionador levará uma segunda credencial e, consequentemente, a oportunidade de contar com um co-piloto em seu carro.

Sobre a San Diego Motorsports:
A empresa foi fundada em 2001, na cidade de San Diego, nos Estados Unidos, com o objetivo de viabilizar a importação de automóveis e peças para o apaixonado, que tem como lifestyle a aquisição de modelos clássicos e exclusivos. Oito anos mais tarde, a San Diego Motorsports abriu loja e escritório no Brasil - Rua Amazonas, 126, Centro - São Caetano do Sul (SP) -, onde também podem ser encontrados produtos de pronta-entrega para carros e motos, além de uma equipe de atendimento altamente especializada.

Atualmente, a San Diego Motorsports ainda mantém base nos Estados Unidos, mas está em Miami para facilitar a logística de importação. Consolidada com uma das principais importadoras de veículos novos e antigos, a empresa desenvolve todo o trabalho para realizar o sonho e trazer o veículo desejado ao cliente.

Além de encontrar o automóvel e viabilizar peças e acessórios necessários, a San Diego Motorsports também providencia a negociação profissional, bem como localização, aquisição do veículo, transporte interno, embarque e os trâmites de importação e liberação para que o automóvel chegue da maneira mais confiável, segura e rápida, com os menores custos e respeitando a legislação nacional e internacional vigente.

Acesse o site da San Diego Motorsports: www.sdmotorsports.com.br

Texto: FGCom - Fernanda Gonçalves / André Stepan
Foto: Fernanda Freixosa

segunda-feira, dezembro 12, 2011

12 Horas de Tarumã: Tubarão garante vitória no último minuto em prova de tirar o fôlego‏


Pódio da categoria I

12 Horas de Tarumã deu um show de raça e superação e diferença da vitória foi de 44 segundos

Foi um final histórico, exemplo de superação e sacrifício. Com 12 horas de corrida o vencedor só foi decidido no último minuto numa emocionante briga do protótipo Tubarão número 5 e do MCR 4. Não bastasse esse duelo, houve a frustração absoluta do protótipo MCR 46 que liderou por mais de 11 horas e meia e não conseguiu fazer com que o carro se mantivesse na frente. A equipe do Tubarão, de Campo Bom, levou a melhor e conquistou o bicampeonato para explosão de alegria do piloto Tiel de Andrade.

"Essa vitória foi demais. Eu tive ainda antes dessa disputa toda a infelicidade de bater no meu pai durante a madrugada. Isso destruiu a suspensão traseira e o carro ficou todo desalinhado. O meu pai que estava em outra equipe foi lá e ajudou a reconstruir", comemorou.

O experiente preparador e pai do piloto vencedor, Carlinhos de Andrade não conteve as lágrimas. "Eu não lembro de uma vitória tão difícil e com tanta qualidade com carros resistentes e pilotos tão bons. Eram 4 carros pelo título e faltando 8 minutos eram 3 carros brigando pela vitória", declarou Carlinhos.

O lance decisivo da corrida aconteceu por volta das 11h, quando os dois líderes pararam ao mesmo tempo nos boxes. Desde então a corrida se transformou e quem conseguisse colocar o carro de novo na pista vencia a prova. O Tubarão conseguiu voltar para pista e logo depois o MCR 46 saiu ainda na 1ª posição. Só que o desgaste do carro não permitiu que, mesmo com toda garra de pilotos e preparadores, fosse sustentada a liderança do carro 46.

"Tivemos um problema no câmbio e a equipe não desistia nunca. Quando eu saí com o carro pensei que tinham todas as marchas só que vazou óleo nos pneus traseiros e eu rodei. Daí sem óleo só andava em primeira marcha", lamentou o piloto João Sant´Anna.

Com os dois carros parados nos boxes quem viu as chances de vitória muito próximas foi o MCR 4 de Felipe Bertuol, Aristides Bertuol Neto, Darci Marini e Alexandre Finardi. Andando no limite a equipe conseguiu descontar. "Foi muita luta e muita batalha. O carro foi se desgastando. Ficamos 26 voltas atrás e conseguimos chegar na mesma volta do líder e isso é uma vitória incrível", comentou Felipe Bertuol.

Mesmo com extrema dificuldade, o MCR 46 ainda voltou para pista e completou na 3ª posição.

As 12 Horas de Tarumã tiveram emoções desde o início da corrida em um ritmo alucinante, com uma boa parte dos competidores a vitória na prova-relâmpago, promovida com o objetivo de homenagear o ex-piloto, José Asmuz. A competição aconteceu dentro das 12 Horas de Tarumã, porém com o tempo cronometrado de 52 minutos. O número foi uma alusão ao tempo obtido pelo piloto quando venceu a prova Antoninho Burlamaque, que fazia o percurso Porto Alegre -Tramandaí. A equipe MCR 46, formada por Carlos Kray, Vitor Genz, João Sant´Anna, Mateus Castro e Christian Castro terminou na 1ª colocação.

Durante a madrugada o domínio foi do MCR 46. Em alguns momentos o time chegou a abrir 8 voltas de vantagem para o 2º lugar. No segundo pelotão, pelo menos 3 carros se revezaram o tempo todo brigando por posição.

Ainda durante a noite a equipe do Spyder 7 sofreu um susto. O carro incendiou e o piloto conseguiu trazer o protótipo para os boxes onde as chamas foram contidas. O incidente, porém, fez com que a equipe de Passo Fundo perdesse muito tempo, desperdiçando a possibilidade de brigar pela liderança.

Quem também esteve entre os ponteiros a maior parte do tempo foi o MCR 99 de Paulo Hoerlle, Alexandre Hoerlle, Pedro Castro e Giovani Bianchessi. O time vinha bem até a metade da prova quando houve uma quebra da suspensão. Até o final, a equipe superou diversos problemas mecânicos e emocionou a torcida ao cruzar a linha de chegada com o carro completamente destruído e sem o bico.

"Foi uma batalha grande dos meninos que andaram comigo e da minha equipe. Na sexta-feira batemos o carro e eu imaginava que não íamos nem participar. Então chegar meio de arrasto é uma vitória e receber a bandeirada é uma vitória", contou o experiente piloto Paulo Hoerlle.

O protótipo MCR 4 de Felipe Bertuol, Aristides Bertuol Neto, Darci Marini e Alexandre Finardi, deixou a chance de vitória escapar quando um defeito na suspensão obrigou a equipe a ficar 26 voltas no box. "Não veio o troféu de 1º lugar, mas foi um resultado excelente para equipe e para os pilotos. A gente se superou e conseguiu administrar toda a pressão", disse Felipe Bertuol.

Quem também vibrou foi a equipe do Maserati 111 de Anderson Toso, Gustavo Martins, Vilson Junior e Luis Sérgio Sena Jr, que terminou em 1º lugar na categoria Turismo. "O carro importado é forte, mas a durabilidade era uma incógnita. O carro estava muito confiável e é especial porque foi a minha primeira na Turismo. Desde às 8h da manhã a gente vinha economizando o carro porque vimos que tinha uma quebradeira geral na pista", comemorou Anderson Toso.

Com a realização das 12 Horas de Tarumã, o automobilismo gaúcho encerra a temporada 2011. Na próxima sexta-feira (16), acontece a entrega dos troféus aos campeões das principais categorias do Rio Grande do Sul em evento organizado pela Federação Gaúcha de Automobilismo no Clube Parque das Águas, em Viamão.

Resultado Final

1º) 5 - G.Andrade/B.Justo/D.Dieter (1, Tubarão), 551 voltas em 12:00:28..492 (média de 138,39 km/h)
2º) 4 - Bertuol/Marini/Bertuol/Finardi (II , MCR), a 44.022
3º) 46 - Kray/Genz/SantAnna/Castro/Castro (1 , MCR), a 17 voltas
4º) 99 - Hoerlle/Castro/Hoerlle/Bianchessi (1 , MCR), a 20 voltas
5º) 111 - A.Toso/V.Virardi/L.Sena/G.Martins (III , Maserati), a 35 voltas
6º) 22 - R.Muller/E.Muller/F.Justo (III , BMW), a 60 voltas
7º) 7 - Stedile/Webber/Ricci/Stedile (II , Spyder), a 62 voltas
8º) 64 - Andrade/Amorim/Landi/Rossi (III , Audi A3), a 74 voltas
9º) 222 - Vieira/Halmenschlager/Ribeiro/Nehrke (IV , Gol), a 83 voltas
10º) 18 - J.Kreuz/R.Kreuz/JB.Rodrigues (1 , MRX), a 93 voltas
11º) 11 - P.Souza/S.Kuronuma/I.Diehl (IV , Gol), a 101 voltas
12º) 51 - T.Jr/E.Postal/I.Kicheberle (IV , Logus), a 147 voltas
13º) 28 - G.Trindade/C.Rosito/A.Diehl (III , Golf), a 210 voltas
14º) 2 - J.Castilhos/S.Loff (II , Spyder), a 238 voltas
15º) 53 - P.Avila/M.Martins/C.Beleza (IV , Gol), a 247 voltas
16º) 89 - M.Stumpf/R.Stumpf/J.Frigeri (II , Spyder), a 284 voltas
17º) 177 - D.Elias/M.Bernardi/J.Puhl/R.Lenke (IV , Gol), a 302 voltas
18º) 78 - E.Narciso/J.Bastos/H.Ott (IV , Uno), a 364 voltas
19º) 3 - C.Crestani/F.Mello (III , Maserati), a 380 voltas
20º) 1 - I.Toresan/E.Santo (II , Gol), a 396 voltas
21º) 31 - P.Fontes/M.Ritter/J.Fontes (IV , Fusca), a 426 voltas
22º) 77 - F.Baretta/A.Lima/R.Tardivo (IV , Gol), a 444 voltas
23º) 8 - A.Buneder/P.Poeta (IIIA , Ferrari), a 510 voltas
24º) 16 - Irineu Camargo (IIA , Spyder), a 510 voltas
25º) 9 - Claudio Ricci (IA , Tango), a 512 voltas
26º) 52 - Wagner Santos (IVA , Chevette), a 514 voltas
27º) 43 - Marcos Voges (IIIA , Opala), a 533 voltas
28º) 81 - N.Amaral (IVA , Passat), a 535 voltas
Melhor Volta: Kray/Genz/SantAnna/Castro/Castro, 1:04.169 (169,20 km/h)

Fonte: Marcelo Matusiak / Play Press Assessoria de Imprensa

Imagem do dia: 1º Endurance Velopark de Kart Indoor reuniu 35 equipes


No último sábado (10) o kartódromo do Velopark recebeu 35 equipes para a disputa da primeira edição do Endurance Velopark de Kart Indoor. Após 4 horas de corrida e muitas disputas, a equipe SV Racing, formada pelo trio Luis Sergio Sena Vargas, Luis Fernando Vargas e Tiago Boz, sagrou-se a campeã da prova, vencendo na classificação geral e na categoria Sprinter. A categoria Master teve a vitória da equipe SFVD TAG Kart, formada pelos pilotos Sandro Eschberger, Vinícius Guimarães, Daniel Kieling e Filipe Rocha.

Mais detalhes sobre a prova, bem como o resultado completo, você vê aqui.

Jornalistas ganham 22 posições e se destacam nas 500 Milhas de Kart Beto Carrero


Enfrentando pilotos de diversas categorias top, como F-1, Indy, Stock Car e Truck, os profissionais da imprensa largaram em último na prova com quase 50 karts e chegaram na 27ª colocação na classificação geral e 9º lugar na categoria B, o melhor resultado da equipe

Com o lema "não basta reportar, tem que participar", a equipe de jornalistas que encarou o desafio de disputar uma corrida de 500 Milhas (cerca de 800 km de extensão) contra alguns dos melhores pilotos do mundo (de F-1, Indy, Stock etc) ganhou uma boa história para contar.

Depois de sofrer com a quebra na classificação e ficar com o último lugar no grid, a equipe Bee Racing-BKO-Jornalistas subiu 22 posições na prova com quase 50 karts e terminou a corrida na 27ª colocação, sendo 9º na categoria B (composta pelas 24 equipes que ficaram de fora do Top Qualifying).

A prova foi disputada no novo Kartódromo Beto Carrero, em Santa Catarina, onde foi realizada a 15ª edição das 500 Milhas de Kart, a primeira fora da Granja Viana. A equipe vencedora foi a do kart 2, composta por Christian Fittipaldi, Vitor Meira, Cesar Ramos, Roger Rieger, John Louis, Gabriel Dias e Giorgio Ramos, que completaram as 700 voltas em 11 horas e 39 minutos. A equipe de Rubens Barrichello ficou em segundo, apenas 3s3 atrás do vencedor.

"Com certeza foi um dia inesquecível para todos os jornalistas que integraram o time. Pudemos viver a prova de maneira intensa, sem sofrer com quebras, rodadas ou acidentes. Nosso objetivo inicial era não atrapalhar ninguém e conseguir mergulhar mais profundamente no entendimento deste esporte com o qual trabalhamos, o automobilismo. Conseguimos mais que isso: temos agora uma boa história para contar. Seja para nossos leitores, seja para os netos", disse Rodrigo França, que publicou a história no site da Revista Alfa, da editora Abril.

"A categoria B leva seis equipes para o pódio e ficamos relativamente perto deste feito que seria incrível. Na F-1, que também tem 24 carros, os dez primeiros marcam pontos. Então daria para dizer que o nosso time entrou na zona de pontuação", brincou França.

O time dos jornalistas também teve Eduardo Batista, Cassio Cortes, Bruno Terena, Rafael Munhoz, Leonardo Murgel, Alexander Grunwald, Carsten Horst e até um repórter estrangeiro, o norte-americano Efrain Olivares, da revista Racer e Speedtv.com.

"É muito bacana ver que a cada ano a equipe dos jornalistas evolui mais, conseguindo se mostrar cada vez mais competitiva. Este intercâmbio é muito importante para eles, como eu vejo que está sendo a minha participação como comentarista nas transmissões de corridas da Band. É bom sempre tentar aprender os dois lados e com certeza neste final de semana eles tiveram uma chance de aprofundar mais este conhecimento sobre automobilismo de maneira muito prática", diz Felipe Giaffone, piloto e promotor das 500 Milhas de Kart.

Além do suporte da própria organização, do Beto Carrero World e do Kartódromo Granja Viana, a equipe dos jornalistas teve o patrocínio da BKO e apoio da URacer. "Foi uma prova especial e ficamos muito felizes de fazer parte desta história", diz Eduardo Batista, diretor de incorporação da BKO.

Classificação final das 500 Milhas de Kart Beto Carrero:

1º) 2 - Fittipaldi (Fittipaldi, ), 700 voltas em 11:39:29.873
2º) 72 - Caras/Head Shoulders (Caras , ), a 3.395
3º) 4 - Quirino Racing (Quirino , ), a 1 volta
4º) 15 - Bomix/MZ Racing (Bomix , ), a 2 voltas
5º) 13 - Spirit Sports (Spirit , ), a 2 voltas
6º) 60 - IMM/ VIAPOL/ NHJ (IMM , ), a 4 voltas
7º) 28 - CEL Motor Sport (CEL , ), a 6 voltas
8º) 35 - CKS/Bco Original/Empilog (CKS , ), a 7 voltas
9º) 77 - Hanier Especialidades (Hanier , ), a 8 voltas
10º) 1 - Fittipaldi (Fittipaldi , ), a 9 voltas
11º) 6 - IMM/Viapol/NHJ (IMM , ), a 9 voltas
12º) 7 - MG Tires/WR Motorsport (Tires MG , ), a 10 voltas
13º) 80 - Shell/Cowboy Asfalto (Shell , ), a 10 voltas
14º) 10 - Pachá/VKR (Pachá , ), a 11 voltas
15º) 5 - MR Competições (MR , ), a 14 voltas
16º) 14 - Quirino Racing (Qirino , ), a 16 voltas
17º) 44 - MV Stop Aço Marba Totvs (MV Stop , ), a 17 voltas
18º) 11 - Blu Racing (Blu , ), a 24 voltas
19º) 46 - Cisão Motors Sports (Cisão , ), a 26 voltas
20º) 88 - Neutralizer Team 2 (Neutralizer 2 , ), a 27 voltas
21º) 18 - Kart Barra Sul/MPK Prep (Barra Sul , ), a 28 voltas
22º) 57 - JZ Racing Team (JZ Racing Team , ), a 29 voltas
23º) 8 - Neutralizer Team (Neutralizer , ), a 29 voltas
24º) 16 - VR Motorsport (VR , ), a 34 voltas
25º) 21 - Nitro Race (Nitro Race , ), a 40 voltas
26º) 51 - F5 (F5 , ), a 41 voltas
27º) 17 - Bee Racing-BKO-Jornalistas, a 42 voltas
28º) 55 - JZ Racing Team (JZ Racing Team , ), a 47 voltas
29º) 26 - Arroz Realengo (Realengo , ), a 49 voltas
30º) 33 - CKS/Empilog/Bco Original (CKS , ), a 50 voltas
31º) 73 - Locaweb (Locaweb , ), a 55 voltas
32º) 56 - JZ Racing Team (JZ Racing Team , ), a 59 voltas
33º) 59 - Nitro 500 (Nitro 500 , ), a 78 voltas
34º) 45 - Luis XV (Luis XV , ), a 82 voltas
35º) 75 - Power 1 (Power 1 , ), a 110 voltas
36º) 19 - Massa/Shell VPower (Massa , ), a 148 voltas
37º) 71 - Caras/Head Shoulders (Caras , ), a 163 voltas
38º) 70 - Shell/Cowboys Asfalto (Shell , ), a 173 voltas
39º) 3 - Larimax Race Team (Larimax , ), a 177 voltas
40º) 91 - Massa/Shell V-Power (Massa , ), a 288 voltas
41º) 66 - Nelson - Curitiba (Nelson , ), a 321 voltas
Os demais karts foram desclassificados do resultado final.

Fonte: RF1 Jornalismo Ltda

Copa Classic e Copa Fusca: Show na preliminar


Categorias se uniram e deram show na preliminar das 12 Horas

Um gostinho dos pegas dos anos 70 pode ser o resumo da prova que uniu a Copa Classic e a Copa Fusca na prova festiva da edição 2011 das 12 Horas de Tarumã. Maverick, Opalas, Passats, Fuscas e Fiats foram os protagonistas de pegas que demonstram toda a velocidade e perícia dos pilotos gaúchos.

A prova ainda rendeu homenagens a duas lendas da velocidade, Chico Feoli e Roberto Giordani que participaram da prova vencida por Leovaldo Petry em um DKW Belcar, reeditando a dupla que participou das 12 horas em 1972.

Na Copa Fusca, Rogério Baretta Xavier venceu a prova em retorno inspirado, reeditando o pega que soltou faíscas na temporada 2011 contra Daniel Oliveira.

Abaixo o resultado completo da prova do último sábado:

1 302 Leovaldo Petry Maverick V8 FL
2 43 Ramiro Tissot/ Jair Caberlon Opala FL
3 8 Niltão Amaral Passat FL
4 58 Diego Mariante Passat FL
5 147 Rogério Franz Fiat 147 FL
6 2 Rogério Baretta Xavier Fusca Copa Fusca
7 42 Daniel Oliveira Fusca Copa Fusca
8 12 Carlos Guizzo Fusca Copa Fusca
9 36 Nereu Rebecchi Passat B
10 55 Jorginho Flores Fusca Copa Fusca
11 77 Fábio Mincarone Chevette FL
12 74 Fernando Leke/ O. Leke Corcel B
13 14 Paulo Fontes Fusca Copa Fusca
14 220 Noli Ferreira/ Sérgio Rocha Fusca Copa Fusca
15 99 Eduardo Neves Brasília B
16 1 Carlos Ratão Eugênio Carreteira Chevrolet A
17 6 Rodyvan Möller Opala FL
18 88 Roberto Giordani/ Chico Feoli DKW Belcar A
19 47 Jorge Krug Passat B
20 388 Edy Postal/ Giovani Scomazzon Chevette B
21 22 Romualdo Souza Opala FL
22 73 Moisés Rosemberg Puma FL
23 20 Vanderlei Pires Fusca Copa Fusca
24 97 Joel Schumerman Chevette FL
25 19 Cássio Grupe Fusca Copa Fusca
26 13 José Tonho Sala Fusca FL

Fonte: Erlon Radl - Federação Gaúcha de Automobilismo
Fotos: Niltão Amaral e Luiz Fernando Silva

Arthur Leist encerrou temporada com vitória na preliminar das 500 Milhas Beto Carrero


Em 2012 Arthur e seu irmão Matheus integrarão novas categorias

O encerramento da positiva temporada do gaúcho Arthur Leist (TMA Competições) não poderia ter sido melhor. Disputando a preliminar da famosa 500 Milhas, este ano realizada no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC), o jovem piloto dominou a prova da Cadete, vencendo-a com cerca de oito segundos de vantagem para o segundo colocado, o mineiro Gabriel Paturle.

Leist esteve entre os dois primeiros colocados nos dois treinos livres e na tomada de tempos confirmou sua condição de ser um dos favoritos à vitória. O piloto de Novo Hamburgo ficou com o segundo lugar, atrás apenas do paulista Gianluca Petecof, com quem dividiu a ponta nos aprontos.

Na largada da corrida Petecof recebeu um toque de um adversário e caiu para as últimas posições, ao mesmo tempo em que Arthur Leist ficava em segundo lugar, posição que ocupou apenas até o fechamento da primeira volta. Ao passar em frente à torre de cronometragem, Leist já era o primeiro e passou a abrir larga vantagem, que ficou em exatos 7.867 segundos na bandeirada final.

"Foi uma bela corrida no geral e também do Arthur, que soube pilotar muito bem na chuva e abria cerca de 5 a 7 décimos de segundo por volta", lembra José Carlos Spier, o Nico, responsável pela logística de Arthur e de seu irmão Matheus, piloto da Júnior Menor, que não competiu no evento. "O objetivo era a vitória e o atingimos, graças ao Arthur e ao belo trabalho da MZ Racing, que fez uma temporada muito positiva em termos de desenvolvimento de equipamento e do piloto", elogia Spier.

A cerimônia de pódio teve a presença de Rubens Barrichello, ídolo dos jovens pilotos da Cadete, que fez a entrega de todos os troféus. "O Rubinho sempre procura entregar os troféus aos meninos e isto confirma o carisma de um piloto que nunca se esqueceu de suas raízes e que mais uma vez recebeu o prestígio de seus pequenos fãs", elogia Spier.

Arthur Leist (TMA Competições) encerra, assim, um ano extremamente positivo, quando foi vice-campeão brasileiro da Cadete, ao passo que seu irmão Matheus foi o vice na Copa Codasur, competindo pela Pré-Júnior. Em 2012 Arthur competirá nas categorias Cadete e Super Cadete e Matheus integrará a Júnior e Sudam Júnior, sempre na MZ Racing, comandada pelo preparador Mazinho.

Texto: KG COM Assessoria de Comunicação - Erno Drehmer
Foto: Maurício Villela